Bombeiros de Foz Côa sem comando depois das demissões do comandante e do adjunto

A estrutura de comando dos bombeiros voluntários de Foz Côa apresentou o pedido de demissão, através de uma carta que foi entregue à direcção daquela cooperação do distrito da Guarda, indicou fonte ligada ao processo.

Em declarações à agência Lusa, o comandante demissionário, Nuno Figueirinha, confirmou a demissão e prometeu para mais tarde apresentar os motivos da decisão. «Os bombeiros de Foz Côa estão assim sem estrutura de comando, porque o adjunto de comando, que integrava equipa também se demitiu. O cargo de 2.º comandante não existia», esclareceu o comandante demissionário.

Segundo Nuno Figueirinha, o socorro à população «não está comprometido, tudo porque aquele corpo de bombeiros tem uma equipa permanente nas suas instalações pronta para o desempenho da sua missão».

Nuno Figueirinha adiantou que o próximo passo será reunir com o presidente da direcção da Associação Humanitária e com o presidente da câmara «para expor os motivos da decisão». O comandante demissionário vincou que também já manifestou a sua decisão «de forma verbal» ao Comandante Distrital de Operações de Socorro (CODIS) da Guarda e ao presidente da câmara.

Por seu lado, a presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Foz de Côa, António Loureço, confirmou à Lusa que recebeu a carta de demissão do comandante, reforçando que o socorro às populações está garantido. «Há sempre dificuldades em gerir um corpo de bombeiros. Com a situação de pandemia que se vive, as coisas agravam-se ainda mais. A demissão do comandante foi uma surpresa», concretizou.

António Lourenço indicou que o comando do corpo ativo está a ser «articulado» pelo CODIS da Guarda e pela própria direcção dos bombeiros «até se encontrar uma solução definitiva».

Já Nuno Figurinha desempenhou o cargo de comandante dos Bombeiros de Vila Nova de Foz Côa de desde Junho até ao passado dia 2.

O bombeiro foi 2.º comandante daquele Corpo Activo desde Junho de 2018 até Junho de 2020, altura que «foi empossado comandante». O Corpo de Bombeiros de Vila Nova de Foz Côa é composto por cerca de 40 operacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close