Distrital do PSD da Guarda apoia Rui Rio

A distrital social-democrata da Guarda anunciou hoje que apoia a candidatura de Rui Rio à liderança do PSD, por considerar que o antigo presidente da Câmara do Porto é um homem que “saberá recentrar” o partido.
“Venha quem vier, a distrital da Guarda apoia o doutor Rui Rio. E fá-lo porque nós já conhecemos muito daquilo que ele se propõe fazer no país, se for primeiro-ministro e no partido enquanto líder da oposição, se vier a ganhar a liderança do partido”, disse o líder da distrital do PSD/Guarda, Carlos Peixoto, no final de uma reunião da Comissão Política Distrital.
Segundo Carlos Peixoto, a decisão, que foi tomada por consenso, “é uma posição inequívoca” da distrital a que preside.
“Sabemos que [Rui Rio] é um homem muito preocupado com as questões da descentralização. Sabemos que é um homem que saberá recentrar o partido, colocá-lo muito mais no centro das preocupações sociais que afetam os portugueses, mas essencialmente porque é um homem que nós sabemos que tem uma preocupação com duas das questões que são, talvez, os dois maiores desafios da sociedade portuguesa e do país nos próximos anos, que é a questão da demografia e a questão da coesão territorial”, justificou.
O líder distrital do PSD da Guarda considerou ainda que Rui Rio “não é um centralista” o que, para comissões políticas e para distritos do interior, como é o caso da Guarda, “é absolutamente decisivo” no apoio que a estrutura política lhe decidiu prestar.
Na conferência de imprensa, Carlos Peixoto disse ainda que, apesar de Rui Rio ainda não ter apresentado a candidatura, a distrital que lidera decidiu tornar já público o seu apoio “expresso” ao antigo presidente da Câmara do Porto.
“A nossa preferência e o nosso apoio vai para o doutor Rui Rio. Esta é a decisão não só do presidente da distrital da Guarda como também do próprio órgão enquanto órgão colegial”, disse.
Carlos Peixoto referiu que, para o PSD/Guarda, Rui Rio apresenta-se “como um homem mais fresco, alguém que não tem conotações nem ligações, nem intervenção direta no passado da liderança do partido”.
A distrital entende, acrescentou, que nesta altura da vida do partido não fará sentido que haja “duas candidaturas fortes” que possam, em vez de unir o partido, “dividi-lo e fraturá-lo”.
Por isso, “haveria toda a conveniência” que Pedro Santana Lopes “repensasse e não avançasse” com a candidatura, salientou.
O antigo presidente da Câmara do Porto Rui Rio vai apresentar a sua candidatura à presidência do PSD na próxima quarta-feira num hotel em Aveiro, de acordo com uma nota enviada à comunicação social.
“Rui Rio irá apresentar publicamente a sua candidatura à presidência do Partido Social-Democrata na próxima quarta-feira, dia 11 de outubro, que, tal como o candidato definiu, não será nem no Porto, nem em Lisboa”, é referido na nota.
O anúncio será feito através de uma declaração pública, aberta aos militantes e à comunicação social, e terá lugar num hotel em Aveiro, pelas 18:30.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close