Eleições de 1969: Padres do distrito da Guarda sob vigilância da PIDE

Durante a campanha eleitoral de 1969, a PIDE exerceu uma vigilância muito apertada. Num dos documentos (referenciado como confidencial) que publicamos, o chefe do posto de vigilância da Guarda informava o director da polícia política que «o sector oposicionista deste distrito tem aumentado gradualmente a sua propaganda à medida que o dia 26 [de Outubro, dia das eleições] se aproxima». Dava conta mesmo que «no meio rural contam com o apoio dos 21 padres progressistas que aderiram à oposição do distrito e exercem funções naquele meio», identificando alguns deles: Manuel Canaveira de Campos (professor), Jerónimo Augusto Guerra (pároco em casal de Cinza), José Martins Registo (pároco em Famalicão da Serra), José Marques Clemente (pároco em Gouveias-Pinhel), Luis Lucas Pereira (pároco em Videmonte), José Gomes da Costa (pároco em Almofala-Figueira de Castelo Rodrigo), Francisco Inácio Vilar (pároco em Freineda e Castelo Bom) e José Trigo Mota da Romana (residente em Seia).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close