Entrevista a Amaro: «Eu não posso dizer quem será o sucessor [na presidência da Câmara da Guarda]. Nem agora, nem amanhã se sair, nem no final do mandato. É um não assunto»

O presidente da Câmara da Guarda, Álvaro Amaro, admite que gostaria de estar na presidência do município quando fossem concluídos os projectos estruturantes, como a variante da Sequeira, o pavilhão Multiusos ou os Passadiços do Mondego. Diz que a sua sucessão ou conclusão do mandato «é um não assunto» e que a democracia «tem soluções para tudo». Diz que o importante é que «estejamos bem com a consciência». «E eu estou muitíssimo bem, mas quero sempre fazer mais», sublinha. Admite que tem um relacionamento «mais cordial» com os actuais vereadores do PS. A primeira parte da grande entrevista a Álvaro Amaro publicada na edição desta semana do Jornal Terras da Beira.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close