Governo e Câmara da Guarda estão a analisar o tipo de apoio que pode vir a ter a Feira Ibérica de Turismo

A secretária de Estado do Turismo reconheceu hoje que a Feira Ibérica de Turismo (FIT) promovida desde 2014 pela Câmara Municipal da Guarda é uma iniciativa «única a nível nacional» e que tem tido «um crescimento assinalável». Adiantou que o Governo está a analisar, com a autarquia, de que forma é possível «continuar a fazer crescer a FIT, sempre com este objectivo, mais uma vez claríssimo, que é o de garantir que seja uma montra para a oferta turística nacional, atraindo estrangeiros, espanhóis em particular», para o território.
Rita Marques apontou que o mercado turístico espanhol «é importante» para Portugal, assim como todos aqueles estrangeiros que aterram em Espanha. «São 94 milhões [de estrangeiros] e nós entendemos que podemos ter uma oferta turística complementar àquela que os nossos vizinhos espanhóis asseguram», justificou.
No encontro hoje realizado na Câmara da Guarda foi abordada a possibilidade de o Governo apoiar a realização da FIT, o que «pode ser garantido por várias formas«. Apoiar financeiramente a feira é uma possibilidade, assegurou a responsável, garantindo que as várias alternativas estão a ser analisadas. «Estamos a analisar. É uma equação complexa. Sabemos que é uma iniciativa que deve ser acarinhada. Que tem sido muito importante e queremos continuar a garantir que essa iniciativa exista. O modelo que vamos privilegiar ainda está em análise», afirmou.
Segundo a secretária de Estado do Turismo, o ideal é ter respostas até Abril, quando ocorre a edição da FIT de 2020 mas, se tal não acontecer, «tem de ser logo a seguir», para «garantir que a próxima edição de 2021 «possa decorrer com toda a normalidade».
O presidente da Câmara Municipal da Guarda, Carlos Chaves Monteiro (PSD), disse aos jornalistas que a governante «não fechou a porta» do Governo ao apoio à FIT como a outros investimentos liderados pela autarquia. O autarca mostrou-se satisfeito por a secretária de Estado do Turismo prometer «avaliar a situação», dado que a FIT, pela dimensão que tem, «não é mais possível de continuar a ser sustentada exclusivamente por fundos do município».
O município da Guarda investe anualmente cerca de 300 mil euros na realização da FIT. A província de Ávila é o destino espanhol convidado da FIT que vai decorrer na Guarda entre 30 de Abril e 3 de Maio e que tem Cuba como país convidado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close