Líder da Distrital do PSD garante que nenhum dirigente nacional, distrital ou local lhe indicou o nome de Cidália Valbom para candidata à Câmara da Guarda

Cidália Valbom, presidente da Assembleia Municipal da Guarda, revelou, em entrevista ao TB (publicada na edição desta semana), que, após a saída de Álvaro Amaro para o Parlamento Europeu, «dirigentes partidários do PSD local e regionais» a desafiaram a ser candidata à presidência da Câmara, salientando mesmo que, algumas das pessoas que a incentivaram têm «responsabilidades políticas importantes agora», sem contudo revelar se se referia, por exemplo, a Carlos Condesso, recentemente eleito líder da Distrital do PSD.

Instado a comentar esta declarações, Carlos Condesso esclareceu, desde logo, que não há dirigentes regionais no PSD e assegura que, «enquanto presidente da Distrital», não lhe foi «indicado o seu nome [Cidália Valbom] por nenhuma estrutura do PSD ou por qualquer dirigente nacional , distrital ou até local, muito menos pelo presidente do partido [Rui Rio]. «Para mim isto é um não assunto. É pública a deliberação que a Distrital tomou e é essa indicação que está na Comissão Política Nacional para decisão. O resto é tudo ruído», adiantou.

Mas será que Carlos Condesso a desafiou para ser candidata? O líder da distrital é claro ao dizer que «nunca desafiou nem a doutora Cidália, nem nenhum outro militante para ser candidato à Câmara Municipal da Guarda». «O que Carlos Condesso fez foi receber na Distrital aquela que foi a indicação para a Guarda, tomou uma decisão, como também recebeu aquilo que foram indicações já para grande parte do processo eleitoral de outros concelhos do distrito», acrescentou.

O dirigente informa que «a Distrital tem o processo da escolha dos candidatos dos 14 concelhos do distrito da Guarda numa fase muito avançada», garantindo que «neste momento o processo está tratado em 90 por cento dos concelhos, faltando apenas a parte burocrática formal». «Isto é que interessa ao presidente da Distrital e à Distrital, o resto é tudo ruído. E, neste momento, a Distrital está muito empenhada em que este processo tenha o maior sucesso possível. Está a escolher, de entre os disponíveis, os melhores candidatos», disse ainda Carlos Condesso.

Garante que a Distrital sempre tratou «a questão da Guarda com muita seriedade, com muita responsabilidade e com muita transparência, quer para com a Nacional quer para com a Concelhia» e que «nunca houve nenhuma pressão quer por parte da Distrital para com a Nacional, quer por parte da Nacional para com a Distrital, para aprovar qualquer nome».

O líder distrital desconhece se será amanhã ou Sexta-feira que a Comissão Política Nacional decidirá sobre a candidatura da Guarda, mas acredita que «a questão não se deverá arrastar por muito mais tempo». Na sua opinião, o presidente do partido «guarda muito para si a questão dos anúncios e tratando-se de uma capital de distrito e, conhecendo-o como conheço, não o dirá nem à própria sombra».

«Se a direcção nacional cumprir as orientações que ela própria aprovou, que é os presidentes de câmara em funções que queiram e possam candidatar-se serão candidatos, se bem conheço o partido, esta decisão poderá recair sobre o actual presidente da Câmara, Carlos Chaves Monteiro», disse ainda ao TB Carlos Condesso.

Questionado se Sérgio Costa, actual líder da Concelhia e ele próprio interessado em ser candidato, deixará de ter condições para continuar no cargo caso se confirme a escolha do actual presidente do Município, Carlos Condesso escusa-se a comentar, optando por afirmar que, «seja quem for o escolhido, no minuto seguinte deve haver uma união de todos os militantes do PSD, sejam da concelhia ou do PSD, na generalidade dos militantes, porque o PSD tem que ter essa responsabilidade, independentemente de em quem recair essa decisão».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close