Ministro assegura que o Governo vai trabalhar para encontrar soluções de ligação de Vilar Formoso à A25

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, disse Terça-feira que o Governo vai trabalhar com a Câmara e a Junta de Freguesia para encontrar «boas soluções de ligação» de Vilar Formoso à autoestrada A25. «Vamos trabalhar com a Câmara de Almeida e com a Junta de Freguesia (de Vilar Formoso) para encontrar as boas soluções de ligação da vossa terra a esta infraestrutura», disse Pedro Marques, durante a cerimónia de assinatura do contrato da empreitada de construção do troço final da autoestrada A25, entre Vilar Formoso e a fronteira com Espanha, onde esteve também o primeiro-ministro. Este troço terá 3,5 quilómetros e custará 13.207.512 euros, devendo estar concluído no segundo trimestre de 2020.
Ao discursar, o presidente da Câmara de Almeida, António Machado, mostrou o seu reconhecimento aos governantes «pela coragem» de se deslocarem a Vilar Formoso para «apresentar uma obra com a qual a população não concorda», por temer que lhe vá «tirar oportunidades». «Sabemos que é um traçado importante a nível nacional, a nível ibérico, a nível europeu, crucial para o comércio internacional de mercadorias, importante para o desenvolvimento dos dois países. Mas é um problema para as nossas povoações», frisou o autarca.
António Machado disse que as reivindicações «são simples e têm fácil implementação», tendo apenas que haver «vontade política». Uma delas é, segundo o autarca, a requalificação do parque TIR, que «tem que ser um equipamento de referência, seguro e que responda às necessidades das empresas que transportam mercadoria», e a outra «a construção de uma ligação directa a Vilar Formoso». «Fuentes de Oñoro vai contar com essa ligação, Vilar Formoso não a tem. Reivindicamos que seja construída», frisou.
Na sua opinião, devia também haver uma área comum de Vilar Formoso e Fuentes de Oñoro onde houvesse «serviço de apoio ao viajante, ao transporte, à logística» e ligação ao caminho de ferro. «Temos de ser capazes de tomar as decisões que fazem avançar o país e as nossas regiões e, ao mesmo tempo, ter a sensibilidade de resolver aqueles problemas que possam pôr em causa o desenvolvimento de cada terra», considerou Pedro Marques.
O ministro disse entender os receios das populações, que tiveram «um grande impacto na sua vida, no seu desenvolvimento», quando a fronteira foi aberta. Por isso, além de garantir que serão encontradas soluções de ligação de Vilar Formoso à A25, defendeu que tem de ser encontrada «uma forma de potenciar o parque TIR e de o ligar melhor» à auto-estrada. «É a nossa obrigação. Vamos fazer em conjunto, porque quem melhor conhece a realidade são os que cá estão», acrescentou.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close