UMA VISITA SEM NOVIDADES E SEM COMPROMISSOS

«A Guarda tem que fazer pela vida», disse na Guarda, depois de visitar o hospital, o então ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes. Um dia depois, o governante viria a ser substituído por Marta Temido. Naquela que viria a ser a sua única visita antes de deixar o Governo, Adalberto Fernandes não trouxe qualquer novidade. Não se comprometeu com as obras para o pavilhão 5, nem com a atribuição do estatuto de universitária à ULS.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close