“A Terra Treme” esta Quinta-feira em todo o país

Há três gestos que podem salvar vidas em caso de sismo: baixar, proteger e aguardar. São esses gestos que a Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) propõe realizar esta Quinta-feira, pelas 11h05, no exercício público de sensibilização para o risco sísmico “A Terra Treme”, que a entidade promove anualmente em colaboração com diversas entidades públicas e privadas, a decorrer em todo o país e que coincide com o Dia Internacional dos Tsunamis, efeméride instituída pela Organização das Nações Unidas.

A iniciativa é uma das medidas integrantes da Estratégia Nacional para uma Proteção Civil Preventiva e visa capacitar a população para saber como agir antes, durante e depois de um sismo, sensibilizando o cidadão para o facto de viver numa sociedade de risco, e desafiando-o a envolver-se no processo de construção de comunidades mais seguras e resilientes, explica a ANEPC em nota à imprensa.

O exercício desenrola-se durante um minuto, no qual os participantes, individual ou colectivamente, nas famílias, escolas, empresas ou instituições públicas, privadas ou associativas, executam os três gestos de autoprotecção, «que podem fazer a diferença a quem os praticar perante a ocorrência de um sismo».

Além da população em idade escolar, «cuja adesão à iniciativa tem sido significativa», a ANEPC «tem o desiderato de ir alargando sucessivamente, ano após ano, a reflexão e o debate em torno da temática do risco sísmico e a participação nesta iniciativa a outros sectores da sociedade civil». «Para tal, consideramos estratégico envolver as organizações – públicas, privadas e associativas – neste desígnio colectivo, procurando para o efeito unir esforços e extrair sinergias do conjunto de toda a sociedade, de modo a que sejam alcançados graus de resiliência, individual e colectiva, cada vez maiores», refere na nota.

Os Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) da ANEPC, em parceria com as comunidades locais, as associações de bombeiros, os serviços municipais de protecção civil, os agentes de protecção civil e as escolas, promovem por todo o território nacional acções de sensibilização sobre a temática do risco sísmico e as medidas de autoprotecção para fazer face ao mesmo, assim como a dinamizam a realização do exercício A Terra Treme, na data e hora convencionadas para o efeito.

A realização destas iniciativas deve obedecer, face à situação pandémica, às orientações emanadas pela Direcção-Geral da Saúde, destaca a ANEPC, concluindo que estas podem ser realizadas «em diversos contextos e segurança».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close