A25 cortada ao trânsito em Albergaria

A subida das águas do rio Vouga levou hoje ao corte nos dois sentidos da A25 na zona de Angeja, em Albergaria-a-Velha, informou fonte da GNR. Segundo a mesma fonte, a A25 está cortada desde as 14:00, entre o nó do Estádio e o nó de Angeja, sendo a alternativa ao trânsito a A1. Pelo mesmo motivo, também a Estrada Nacional (EN) 109, entre Angeja e Cacia, está cortada ao trânsito.
De acordo com a mesma fonte, também a EN 16, que liga Aveiro a Vilar Formoso, está cortada na zona do Carvoeiro, em Albergaria-a-Velha, assim como a EN 16.2 entre Loure e Frossos. A ligação entre Aveiro e Águeda pela EN 230 foi cortada na “ponte da Rata”. As ruas da baixa de Águeda também estão intransitáveis devido à subida do caudal do rio Águeda.
A passagem da depressão Elsa, em deslocação de norte para sul, provocou em Portugal dois mortos, um desaparecido e deixou perto de 80 pessoas desalojadas, registando-se entre quarta-feira e as 12:00 de hoje cerca de 7.000 ocorrências, na sua maioria inundações e quedas de árvore.
Num balanço feito ao início da tarde, a Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) referiu que os distritos mais afectados são Porto, Viseu, Aveiro, Coimbra, Braga e Lisboa.
Segundo a Protecção Civil, até às 20:00 deverá verificar-se um agravamento do estado do tempo, sendo depois expectável que a situação comece a estabilizar.
O mau tempo provocou também danos na rede eléctrica, afectando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região Centro.
O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) tem hoje sob aviso laranja (o segundo mais grave) 12 distritos de Portugal continental e a costa norte da Madeira devido sobretudo à agitação marítima. Leiria, Santarém e Portalegre estão sob aviso laranja também devido às previsões de precipitação forte durante a tarde.
O IPMA alertou para os efeitos de uma nova depressão, denominada Fabien, que atingirá Portugal no Sábado, em especial o Norte e o Centro, estando previstos intensos períodos de chuva e vento forte de sudoeste, com rajadas que podem atingir 90 km/hora no litoral norte e centro e 120 km/hora nas terras altas.
Segundo o IPMA, os efeitos da depressão Fabien não deverão ter em Portugal continental a mesma intensidade do que os da tempestade Elsa, prevendo-se uma melhoria gradual do estado do tempo a partir de Domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close