ACD Vila Franca das Naves – 3 (3) SC Celoricense – 3 (4) Final foi decidida nas grandes penalidades

O Sporting Celoricense venceu a Desportiva de Vila Franca das Naves por 4-3 e conquistou a Taça Distrital da 2ª Divisão, que se realizou no passado Sábado, na Meda. O resultado foi encontrado através da marcação de grandes penalidades, depois de se registar uma igualdade a três golos no final do tempo regulamentar.
A formação de Celorico da Beira, orientada por António Morgado, entrou melhor no encontro e inaugurou o marcador, aos 10 minutos, com um golo de Luisinho. Poucos minutos volvidos, na transformação de uma grande penalidade, que castigou uma falta sobre Patoilo, Telmo restabeleceu a igualdade. O avançado voltou a marcar aos 26 minutos, depois de um lance confuso na área e onde o guarda-redes Marinho parece não ficar isento de culpas. Os campeões distritais da 2ª Divisão também não tiveram muito tempo para festejar o golo e a vantagem no marcador. Pouco depois dos trinta minutos, também na transformação de uma grande penalidade, Davide restabeleceu a igualdade.
No segundo tempo o equilíbrio voltou a ser a nota dominante. Com menos opções no banco mas com um onze inicial muito determinado, o Celoricense voltou a estar na frente do marcador, com um golo de Pica, após passe de Toneca. O lateral pareceu querer fazer um cruzamento para a área mas a bola levou a direcção da baliza e o guarda-redes João Pereira nada pôde fazer para evitar o golo dos celoricenses.
Ainda com muito tempo para jogar, a formação do concelho de Trancoso não acusou o golo sofrido e empatou a partida aos 56 minutos. Na sequência de um livre, o guardião Marinho não segurou a bola e Magá encostou o esférico para o fundo da baliza. Até ao final, Telmo poderia ter marcado mas a bola bateu na trave e já no tempo de compensação Batatinha permitiu a defesa de Marinho.
No desempate por grandes penalidades, o guarda-redes do Celoricense defendeu remate de Telmo, já depois de Fábio, também da equipa de Vila Franca das Naves ter acertado no poste.
No final do encontro e já após a entrega das medalhas, o treinador do Celoricense, António Morgado referiu que «a conquista da taça é um prémio justo para o grupo de trabalho». O técnico acrescentou que ainda não sabe se vai continuar no clube.
Do lado de Vila Franca das Naves, o treinador Paulo João reconheceu que «a equipa não esteve bem» e deu os parabéns ao adversário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close