Almeida cria Conselho Municipal de Saúde para promover articulação entre entidades locais

A Câmara de Almeida criou um Conselho Municipal de Saúde para definir a estratégia e a política de saúde, e promover a articulação entre as várias entidades locais. Segundo o projecto de regulamento hoje publicado em Diário da República (DR), o Conselho Municipal de Saúde é um órgão consultivo do município de Almeida, «destinado a promover a articulação e cooperação no planeamento, na definição de uma estratégia e de uma política de saúde a nível municipal, entre as várias entidades da área da saúde».
De acordo com o texto da publicação, o Conselho Municipal de Saúde «irá dotar o município de Almeida de uma estrutura consultiva, de envolvimento, cooperação, participação cívica e democrática, que promove o desenvolvimento de uma abordagem integrada na definição de uma estratégia e de uma política municipal de saúde».
O novo órgão consultivo tem como principais objectivos «desenvolver uma plataforma de participação entre as entidades da área da saúde, de forma a emitir contributos, propostas, pareceres e recomendações que respondam às necessidades dos munícipes, com vista a combater as desigualdades em saúde». «Promover uma governança, multinível e intersectorial, juntamente com o envolvimento activo da sociedade civil e de todos os agentes, públicos e privados, da área da saúde, de forma a alcançar todo o potencial que a implementação de políticas públicas saudáveis requer», é outro dos propósitos.
Ao mesmo órgão, que será presidido pelo presidente da Câmara Municipal de Almeida, António José Machado, compete contribuir para a definição de uma política de saúde a nível municipal, emitir pareceres sobre a estratégia municipal no sector e sobre o planeamento da rede de unidades de cuidados de saúde primários.
O Conselho Municipal de Saúde de Almeida é composto pelos presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal, pelo director do Centro de Saúde e por representantes das Juntas de Freguesia, da Administração Regional de Saúde, das Instituições Particulares de Solidariedade Social, da Segurança Social e das associações concelhias.
O autarca disse à agência Lusa que o Conselho Municipal de Saúde surge da «preocupação maior» do executivo que lidera, relacionada com «o apoio ao cidadão».
O concelho de Almeida possui um Centro de Saúde na sede concelhia e uma Extensão de Saúde em Vilar Formoso, que “estão a funcionar de forma limitada”, por falta de recursos humanos, indicou.
António José Machado referiu ainda que o projecto se concretiza em plena pandemia causada pela Covid-19, quando o município sente a «necessidade de haver um órgão mais directamente ligado com a parte da saúde».
O Projecto de Regulamento do Conselho Municipal de Saúde de Almeida encontra-se em apreciação pública pelo período de 30 dias, após o que regressa à Câmara e à Assembleia Municipal para aprovação final e entrada em vigor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close