Almeida e mais três autarquias apresentaram candidatura conjunta à UNESCO

Os municípios de Almeida, Elvas, Marvão e Valença apresentaram esta Segunda-feira à Comissão Nacional da UNESCO a candidatura conjunta “Fortalezas Abaluartadas da Raia” para património mundial. O presidente da Câmara Municipal de Almeida, António Batista Ribeiro, disse estar «confiante» que a candidatura irá ter parecer favorável e será proposta à Lista Indicativa de Portugal à UNESCO. O autarca sustentou que a candidatura apresentada pelos quatro municípios, a primeira em série, é considerada «forte» e por isso os proponentes têm «a certeza» de que terá um desfecho positivo. Os autarcas têm já agendadas reuniões de trabalho preparatórias da vertente técnica, fazendo acreditar que «lá para o Verão» haverá uma decisão da Comissão Nacional da UNESCO. Os autarcas sublinham ter a «profunda convicção do alto interesse cultural que representa para o país e para a humanidade, o futuro reconhecimento internacional de um património ímpar no contexto da civilização europeia».
António Baptista Ribeiro realça ainda o facto da candidatura deixar a possibilidade de outras fortalezas se juntarem a esta rede, incluindo conjuntos patrimoniais de Espanha de idêntica natureza. De destacar ainda o facto da candidatura englobar o Património de Elvas, declarado Património da Humanidade em 2012 o que na opinião dos autarcas vem «abranger uma «nova consistência». Recorde-se que a ideia de apresentar uma candidatura conjunta à UNESCO começou a ser trabalhada em Maio de 2009, altura em que os municípios de Almeida, Elvas, Estremoz, Marvão e Valença apresentaram aos ministros dos Negócios Estrangeiros e da Cultura uma declaração conjunta na qual manifestaram a intenção de desenvolver todo o processo. Só que Elvas iniciou um processo isolado e os restantes municípios foram surpreendidos com o anúncio da decisão da UNESCO. Na altura, o autarca de Almeida censurou duramente o então executivo de Elvas que terá preparado a candidatura sozinho, acusando-o de não ter sido «leal» com os restantes autarcas que tencionavam avançar com a proposta conjunta. Agora, António Batista Ribeiro evidencia «o comportamento e a postura diferentes» do novo executivo da Câmara de Elvas que tem sido «assíduo» aos compromissos e «tão interessado» no processo.
O presidente da Câmara de Almeida recorda que elevar aquela fortaleza a Património Mundial é uma ambição de vários anos. E apesar do processo ainda poder demorar algum tempo, o autarca acredita que o trabalho que tem sido feito nos últimos anos irá ser recompensado.
Almeida é considerada uma das fortalezas abaluartadas mais interessantes do mundo. Está construída sob a forma de uma estrela. Dotada de doze aguerridos baluartes e revelins, esta fortaleza que chegou a ser a segunda mais importante de Portugal, data dos finais do século XVIII, tendo sofrido inúmeras modificações até se apresentar com a blindagem actual.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close