Alunos dos agrupamentos da Guarda iniciam ano lectivo atípico marcado pela pandemia

Os alunos dos dois agrupamentos de escolas do concelho da Guarda iniciam esta semana o novo ano lectivo que será marcado pelas medidas de segurança impostas pela pandemia de Covid-19. No Agrupamento de Escolas da Sé, os alunos do 1º ciclo e 5º anos iniciaram as actividades escolares esta quarta-feira e para os restantes anos o início decorreu esta manhã, último dia do prazo definido pelo Ministério da Educação para começo do ano lectivo. No Agrupamento de Escolas Afonso de Albuquerque o regressa à escola foi hoje para todos os níveis de ensino.

Em cada agrupamento foram adoptadas as medidas consideradas mais adequadas para se ajustar às recomendações gerais do Ministério da Educação e da Direcção Geral de Saúde. As realidades são distintas em cada agrupamento e em cada escola.

O Agrupamento de Escolas da Sé é composto por 13 escolas do 1º ciclo, a Escola Carolina Beatriz Ângelo, a Escola de São Miguel e a Escola Secundária da Sé. Foram mantidos os horários para o 1º ciclo e nas restantes escolas optou-se por reduzir o tempo dos intervalos e atribuir uma sala fixa para cada turma.

Na Escola Carolina Beatriz Ângelo e na Escola de São Miguel há circuitos distintos para sair e entrar. São escolas com menos alunos e as características dos edifícios permitem criar circuitos bem diferenciados. Na Escola da Sé são mais de 700 alunos. A solução para evitar aglomerados foi diferenciar as saídas e as entradas em cada um dos pisos. No refeitório, os almoços vão começar a ser servidos mais cedo e por turnos.

No Agrupamento de Escolas Afonso de Albuquerque o objectivo é que os alunos passem menos tempo na escola. Os horários têm mais períodos livres, os intervalos são menos e desencontrados. Foram ainda criados circuitos de entrada e saída para evitar cruzamentos e aglomerados.

A actividade escolar do 1º ciclo também vai manter-se com dois períodos, de manhã e à tarde.

Na Escola de Santa Clara mantém-se em funcionamento o 2º ciclo, com os 5º e 6º anos. Cada uma das 11 turmas terá uma sala fixa. Na Escola Secundária Afonso de Albuquerque os alunos do 3ª ciclo e secundário também deverão passar menos tempo na escola, com mais períodos livres, e também haverá intervalos desencontrados para evitar maior concentração de alunos.

A directora do Agrupamento, Amélia Fernandes, diz confiar nos alunos e apela a que cada membro da comunidade escolar seja um elemento activo e essencial para conter a propagação desta epidemia, através do cumprimento das regras de segurança.

Nos dois agrupamentos de escolas serão distribuídas máscaras reutilizáveis aos alunos, professores e funcionários. São máscaras reutilizáveis até 20 a 25 lavagens. Leia a notícia completa na edição em papel e veja a reportagem fotográfica no facebook do Jornal Terras da Beira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close