Amadeu Poço já apresentou programa de acção para as eleições na AF Guarda

O actual presidente da Associação de Futebol da Guarda (AFG), Amadeu Poço, é o único candidato às eleições do próximo dia 29 de Julho.
O dirigente, que se prepara para iniciar o 4º mandato à frente dos destinos da AFG, tem o apoio da maioria dos clubes e anunciou, no final da semana passada, o programa de acção que pretende implementar nos próximos anos. A lista não sofre muitas alterações em relação ao último mandato.
Faustino Caldeira
fcaldeira@gmpress.pt

ar prioridade à formação de atletas e agentes desportivos; criar incentivos aos associados que mais se destaquem na sua linha de conduta; reforçar os meios à disposição da Associação de Futebol da Guarda no sentido da transparência e justiça em todas as actividades; tomar medidas que levem ao aumento do número de praticantes no futebol e futsal; dar continuidade a cursos de árbitros e treinadores e formação dos restantes agentes desportivos; solicitar junto da Federação Portuguesa de Futebol a efectivação de eventos desportivos na região; lutar pela diminuição de custos a actividades dos sócios; atender sempre os clubes que solicitem reuniões e continuar a realizar reuniões da direcção descentralizadas; desenvolver actividades com as instituições com quem existem protocolos e outras e manter as melhores relações com a Federação Portuguesa de Futebol, câmaras municipais e outras entidades são os dez eixos que norteiam o programa de acção da lista de Amadeu Poço à AFG.
As eleições estão marcadas para o próximo dia 29 e Amadeu Poço encabeça a única lista a sufrágio, até porque reúne o apoio da maioria dos clubes filiados.
«Só sou candidato porque a esmagadora maioria dos sócios apoiou a minha candidatura, caso contrário não fazia sentido», avançou, acrescentando ainda que «a grande prioridade é a formação de atletas e dos agentes desportivos porque nem sempre é possível e também de árbitros porque neste momento a AFG tem muitos árbitros nos campeonatos nacionais». Quanto aos incentivos aos dirigentes dos clubes, Amadeu Poço explicou que «não será pelos títulos conquistados mas por outros valores porque a intenção até passa por criar uma classificação com base num conjunto de factores».
Contudo, Amadeu Poço reconheceu que «há muitos projectos que a AFG gostaria de fazer e que não pode concretizar até porque está inserida num meio sócio-económico que é dos mais baixos do país. Um dos objectivos passa por atingir os três mil praticantes e que todos os jogos de futebol dos campeonatos distritais fossem disputados em campos relvados. Na próxima época, no Campeonato Distrital da 1ª Divisão há apenas um campo que não é relvado (Vila Cortez do Mondego). Com força de vontade e trabalho podem ser atingidos alguns objectivos». «Os bons resultados da Selecção Nacional são também uma importante alavanca para o desenvolvimento do futebol no nosso país», adiantou.
O dirigente que se prepara para iniciar o 4º mandato como presidente da AFG e que recentemente tomou posse como um dos suplentes da direcção da FPF, garante que vai continuar a ser um dirigente activo e participativo e que tudo irá fazer para melhorar o que for possível na AFG.
Quanto à lista que o acompanha, Amadeu Poço deixou entender que não deverão surgir muitas alterações em relação ao anterior mandato, que está quase a chegar ao fim. A direcção passa a ter 7 elementos (mais 2 do que em anteriores mandatos e que resulta dos novos estatutos). O Conselho de Disciplina continua a ser liderado por Jacinto Dias, e no Conselho de Justiça o advogado Manuel Rodrigues cede o lugar a Francisco Filipe, que era vogal. No Conselho de Arbitragem, Eduardo Bernardo deverá ser o novo presidente e Fábio Cardoso deixa a liderança do Núcleo de Árbitros de Futebol da Guarda para assumir a vice-presidência naquele órgão da AFG.
A tomada de posse está marcada para o dia 30, um dia após as eleições.
Em declarações a este semanário, o presidente, Amadeu Poço revelou ainda que a Federação Portuguesa de Futebol ainda não anunciou a aprovação das candidaturas dos clubes aos vários projectos, tendo acrescentado que a data limite da inscrição dos clubes nos vários campeonatos termina no dia 16 de Agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close