Associações de Surdos jogam na Guarda pela inclusão e trocas de experiências

A Associação de Surdos da Guarda realizou, no passado fim-de-semana, o III Intercâmbio Desportivo e Cultural Guarda 2017. Para além de visitas guiadas à cidade, o evento contou também com um torneio de Futsal, que envolveu mais 3 associações do país. O resultado foi secundário, uma vez que o principal objectivo passou, mais uma vez, pela troca de experiências, a inclusão e a acessibilidade desta comunidade surda na sociedade.
Faustino Caldeira
faustinocaldeira@gmail.com

Um Torneio de Futsal silencioso. Quem entrasse no Pavilhão de S. Miguel, da Guarda, certamente que estranhava a ausência de ruído, que ocorre em qualquer outra prova desportiva. Em competição estavam as equipas de Futsal da Associação de Surdos da Guarda, Associação Portuguesa de Surdos, Associação Surdos da Linha de Cascais e Associação Surdos da Ilha São Miguel dos Açores, que realizaram vários jogos no âmbito do III Intercâmbio Desportivo e Cultural Guarda 2017, um evento que também contou com o apoio da Câmara Municipal da Guarda.
Ao longo do torneio, os jogos entre as equipas estiveram ao rubro, com muitos sentimentos à mistura, num desporto onde não houve qualquer barreira comunicacional entre as equipas e os árbitros, que adaptaram o som ao gesto/mímica e sinalização visual, de forma a que o jogo se tornasse de captação visual e alcançável aos olhos dos surdos. Também o entrosamento entre as equipas foi feito por gestos, notando-se, neste aspecto, já algum treino e dinâmica de jogo das quatro formações.
No final dos jogos, a Associação Portuguesa de Surdos ficou em 1º lugar, seguindo-se a Associação Surdos da Ilha São Miguel dos Açores, a Associação Surdos da Linha de Cascais e a Associação de Surdos da Guarda. As partidas foram dirigidas por árbitros do Núcleo de Árbitros de Futebol da Guarda, nomeadamente Edgar Alves, Mónica Xavier e Pedro Almeida.
Num comunicado enviado a este semanário, a Associação de Surdos da Guarda refere que «este intercâmbio teve como objectivos proporcionar um torneio de futsal entre as equipas e uma visita guiada em língua gestual portuguesa pela cidade da Guarda, Manteigas, Serra da Estrela e Seia, por forma a efectivar a inclusão e a acessibilidade desta comunidade surda na sociedade. Foram proporcionados momentos de convívio, partilha de experiências históricas, gastronómicas, culturais e desportivas por esta comunidade, por estas associações que lutam pela inclusão e acessibilidade dos surdos na sociedade, na informação, num desporto igual a tantos outros, onde o que difere é só uma língua».
«Foi uma experiência enriquecedora, não só para a nossa associação, mas também para as outras associações, para os surdos, para a comunidade da Guarda, onde se demonstrou uma vez mais que a surdez não é sinal de barreira comunicacional, que através de uma língua, a língua gestual portuguesa, da mímica, dos gestos tudo é possível, tudo é acessível», conclui a Associação da Guarda.

Câmara da Guarda mantém aposta no desporto como forma de inclusão
O III Intercâmbio Desportivo e Cultural Guarda 2017 e a Taça de Portugal de Andebol em Cadeira de Rodas foram os dois eventos apoiados pela Câmara da Guarda nos últimos meses. O objectivo comum foi dar a conhecer que também nas actividades desportivas há barreiras que podem ser ultrapassadas e fundamentalmente promover a inclusão na sociedade de pessoas com um tipo de deficiência específica e, nestes dois casos diferentes, mas que conseguem ultrapassar essas mesmas dificuldades através da comunicação e da força de vontade que demonstram através da prática desportiva.
Em comunicado, o Município realça que «a prática desportiva desempenha cada vez mais um importante factor de integração social,  contribuindo para uma maior motivação e interesse pelas actividades da vida activa e aumentando a realização pessoal das pessoas com deficiência. Assente num paradigma de igualdade, o Município tem trabalhado para que a inclusão social seja um objectivo sempre presente, tornando a cidade num local atractivo onde todos sintam que têm um papel activo na sociedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close