Atração Turística – Belmonte!

Belmonte tem à disposição do público em geral e de quem visita em particular, seis espaços museológicos. Há a possibilidade de, com o mesmo bilhete, ter acesso a qualquer deles, ainda com a vantagem de poder usufruir pelo período de três dias. Se o viajante não puder visitar todos num dia, tem mais tempo para o fazer. Serviço bem organizado e multifuncional. Há para todos os gostos.

Relacionado com a tradicional vida agrícola, tem-se o Museu do Azeite, resultante do aproveitamento de um antigo lagar.

A natureza também não foi esquecida e está reproduzida a vida vegetal e animal no Ecomuseu do Zêzere.

A situação geográfica motivou o aparecimento do magnífico Castelo, gerido em tempos pelos Cabrais, cujos restos mortais se encontram depositados no Panteão dos Cabrais, adjacenteà Igreja deS. Tiago, fazendo esta parte dos caminhos de Santiago.

Sendo a terra da família de Pedro Álvares Cabral, este e os seus feitos não foram esquecidos e podem ser revistos no Museu dos Descobrimentos. Neste, pasme-se, até a escravatura de negros africanos se encontra retratada.

Para culminar e talvez como referência máxima, temos o Museu Judaico, onde é apresentada uma cultura, que sobreviveu ao longo de séculos, apesar de perseguida por uns, mas tolerada por outros, enaltecendo-se aí o meritório trabalho desenvolvido pelas mulheres, verdadeiras transmissoras das tradições judaicas. Este último que tem servido de motor de desenvolvimento local, tanto no comércio como em outras atividades económicas, ligadas aos produtos Kosher.

Neste ano atípico, em que tudo acontece fora das previsões mais miserabilistas, o Verão não poderia deixar de ser também diferente e, consequentemente, as habituais férias também sofrem dos mesmos efeitos. Por motivos económicos, de saúde e familiares muitos dos períodos de férias estão a ser usufruídos de modo diferente, repartidos de acordo com as necessidades e conveniências de todos. A economia e a família assim o obrigam.

Viagens ao estrangeiro estão reduzidas ao mínimo. Só justificadas por algumas razões profissionais, que não podem ser resolvidas por outras vias ou por motivos familiares. Viagens turísticas é para esquecer. Ninguém quer enfrentar a aventura do Covid-19.

Deslocações dentro do território nacional sofrem o mesmo efeito, estando a ser evitadas pelos mais diversos motivos. A base é a residência prevendo-se só deslocações de curta duração e, sempre que possível, de ir e voltar para casa.

Chegou a oportunidade para o turismo de exploração a nível local e regional. Afinal há tanto que ver, há tantos locais a pedir a sempre adiada visita, sem esquecer os famosos passadiços, atualmente tão em voga, num turismo de ar livre que agora se recomenta. Uma riqueza em potência à qual presentemente está a ser dada a oportunidade de ouro. Turismo natureza em todas as suas valências!

As várias localidades, que investiram para aproveitar e enaltecer as suas potencialidades, gerando uma atração para que os viajantes possam fixar-se, serão as preferidas. Passa certamente por criar um conjunto de locais de visita que ocupem pelo menos um dia completo, quiçá mais, no sentido de despontar o desejo de ficar ou de voltar uma e outra vez.

Neste caso particular, pretendo enaltecer o trabalho meritório desenvolvido em Belmonte, em particular na sede de concelho, pelas inúmeras iniciativas a explorar as capacidades regionais, bem como as suas raízes históricas.

Há ainda outros pontos de referência a que não podia faltar a enigmática e impressionante construção que é a Torre de Centocelas (em latim Centum Cellas), junto ao Colmeal da Torre. Antiquíssima construção romana, século I, de três pisos, toda em pedra, cujo fim ainda hoje é uma incógnita.

Mesmo sendo uma aldeia histórica, ainda tem na vizinhança várias delas, da qual se pode salientar a próxima e famosíssima Sortelha.

De vez em quando é bom fazer uma pausa em nossa busca pela felicidade e ser simplesmente feliz”, Guillaume Apollinaire.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close