Autarca de Celorico da Beira preocupado por município ser dos menos sustentáveis

O presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Ascensão (PSD), reagiu com «grande preocupação» por o seu município ser um dos menos sustentáveis do país. De acordo com o Rating Municipal Português (RMP), Lisboa, Porto e Oeiras foram, em termos globais, os municípios mais sustentáveis do país em 2018 e Celorico da Beira, Góis e Alijó os menos sustentáveis.
«Preocupa-nos muito. Sabemos que estes estudos e análises dependem sempre muito da perspectiva com que se analisam os pressupostos. Sabemos de alguma subjectividade que, porventura, existe, mas isso não deixa que fiquemos muito preocupados, porque estamos referidos pela pior razão», justificou.
Segundo Carlos Ascensão, o município de Celorico da Beira ocupa uma posição no estudo que não quer «de modo algum ocupar», o que leva o executivo a ter «uma responsabilidade muito maior e um trabalho muito maior e fazer tudo para que este “ranking” seja alterado». Sublinhou ainda que o estudo «vale o que vale, mas não deixa de ter valor e não deixa de ser um referencial» para a autarquia, que tira duas conclusões.
«Infelizmente, vem ao encontro daquilo que sabíamos que era uma herança que nós tínhamos que era pesada, que é uma situação que vem de todo um contexto de um conjunto de anos em que a gestão foi má. E isso leva-nos a constatar isso de uma forma preocupante», referiu. Acrescentou que o resultado do estudo poderá ser «a consequência de muitas iniciativas, de más decisões e outras coisas mais graves que acontecerem ao longo dos anos na gestão da Câmara de Celorico da Beira».
Por outro lado, admite que «também é o resultado daquilo que tem sido o tratamento discriminatório, pela negativa, relativamente ao Interior, no que diz respeito ao poder central, em que as assimetrias, o fosso entre o Litoral e o Interior – concelhos pequenos e concelhos maiores – é cada vez maior». Mais pormenores na edição desta semana do Jornal Terras da Beira.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close