Autarca de Pinhel reage com perplexidade a dados sobre casos no concelho

O presidente da Câmara Municipal de Pinhel reagiu Domingo com «perplexidade» aos dados apresentados pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) relativamente à situação epidemiológica da Covid-19 naquele concelho. Segundo o autarca Rui Ventura, na Sexta-feira, a Unidade Local de Saúde da Guarda remeteu à autarquia «o último relatório diário que apresentava, relativamente ao concelho de Pinhel, 24 casos positivos», quando, no relatório disponibilizado pela DGS o município «apresenta 09 casos positivos». «Como se justifica este desfasamento?», questiona o presidente do município de Pinhel em comunicado enviado à comunicação social.
O autarca refere que o município «conhece a identidade dos 24 pacientes que estavam registados no último relatório» e que acompanha diariamente a evolução da situação clínica dessas pessoas. Na nota, Rui Ventura diz que «não é admissível este desfasamento e não é admissível que não continue a ser fornecida ao município informação detalhada sobre a situação epidemiológica do concelho». «Como pode o município de Pinhel continuar a acompanhar a situação clínica dos seus munícipes e a Comissão Municipal de Protecção Civil exercer as suas competências?», questiona o líder do executivo.
No Sábado, a ministra da Saúde negou qualquer «proibição de partilha de informação» a nível local ou regional, depois de a Câmara Municipal de Espinho ter na Sexta-feira denunciado orientações às autoridades regionais para não divulgarem informação estatística local. «Quero esclarecer inequivocamente que não há qualquer proibição de partilha de informação. Há, sim, um apelo claro a todas as entidades que integram o Ministério da Saúde, em especial as autoridades locais e regionais de saúde, se concentram no envio de informação atempada e consistente para o nível nacional. Boletins parcelares podem ser causadores de análises fragmentadas. Acresce, pela dimensão de alguns dados, a possibilidade de violação do segredo estatístico», disse Marta Temido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close