BE da Guarda exige melhores instalações para a Repartição de Finanças

O Bloco de Esquerda (BE) da Guarda iniciou Terça-feira uma campanha por melhores instalações para os trabalhadores e para os contribuintes da Repartição de Finanças daquela cidade, considerando que as atuais são «insuficientes». «Qualquer pessoa que passe aqui nesta rotunda [junto das instalações, na Avenida Monsenhor Mendes do Carmo], antes das 09:00, assiste a uma fila de espera no exterior», referiu Bruno Andrade, deputado municipal na Guarda eleito pelo BE.
Em sua opinião, devia ser realizada «uma mudança radical», substituindo o actual local de funcionamento da repartição por outro «que tivesse condições para os contribuintes e para os funcionários».
Bruno Andrade disse em conferência de imprensa realizada junto das instalações da Repartição de Finanças que as actuais «são insuficientes» e «não têm capacidade» para acolher todos os contribuintes que serve. O deputado do BE solicita ao Ministério das Finanças que encontre outro local, sugerindo mesmo a mudança para o edifício da Direção de Finanças, no centro da cidade, que é de maior dimensão, possui «condições» e é servido pela proximidade do parque de estacionamento do Teatro Municipal.
Marco Loureiro, coordenador distrital do BE, também presente no encontro com os jornalistas, lembrou que o partido fez aprovar, em 2015 e em 2016, duas moções na Assembleia Municipal da Guarda a exigir melhores condições para os serviços locais da Autoridade Tributária e Aduaneira. Contou que, sobretudo entre os meses de Janeiro e de Maio, os contribuintes fazem fila no exterior da Repartição de Finanças e «só não só vê quem não quer» a situação que ali acontece, mesmo em dias de chuva e de frio. Já no interior das instalações, segundo o BE, «há cerca de uma dezena de lugares sentados, obrigando os restantes contribuintes a ficar horas a fio de pé».
Marco Loureiro adiantou que o BE vai contactar o seu grupo parlamentar na Assembleia da República e que fará «a devida pressão positiva para que este problema seja resolvido de uma vez por todas».
O BE da Guarda colocou Terça-feira duas tarjas em frente das instalações da Repartição de Finanças com a mensagem “Contribuintes exigem mais e melhores condições” e vai também instalar cerca de uma centena de pendões nos postes de iluminação situados junto daquele edifício e das instalações da Direção Distrital de Finanças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close