Benfica quer valorizar Pedro Álvaro

Pedro Álvaro é um dos defesas centrais dos escalões de formação do Benfica que pode rumar, em breve, à equipa principal. O treinador, Rui Vitória, já falou várias vezes das alternativas que tem para o eixo da defesa e, entre os nomes falados pelo treinador, está o atleta de Sandomil (Seia), que representa o clube desde a época 2012/2013. Pedro Álvaro, de apenas 16 anos, já conta internacionali-zações por Portugal, nas camadas jovens, é o sub-capitão dos Sub-17 e titular indiscutível nos juniores.
Faustino Caldeira
fcaldeira@gmpress.pt
á não foi a primeira nem a segunda vez que o treinador do Benfica, Rui Vitória falou na aposta em Pedro Álvaro. Questionado sobre a possível saída de Victor Lindelof (possivelmente no final da época), o técnico fez saber que tem várias alternativas, entre as quais Pedro Álvaro, atleta de Seia que está no Benfica desde a época 2012/2013. Com apenas 16 anos de idade [completa 17 em Março], o defesa central, que também pode jogar como médio defensivo iniciou a carreira no Seia FC, rumou depois para a Associação Desportiva de S. Romão e foi aqui que surgiu o interesse do Benfica. Pedro Álvaro teve um ano no Centro de Formação do clube em Viseu e depois foi para o Centro de Estágio do Seixal. Ainda com idade de juvenil, o defesa actua com regularidade na equipa de juniores e na equipa B e já foi chamado a treinar com o plantel principal às ordens de Rui Vitória, que tem falado inúmeras vezes no atleta de 1, 86 metros, que já tem uma clausula de 30 milhões de euros.
Em declarações a este semanário, o pai do jogador, Paulo Álvaro não esconde o orgulho quando ouve o treinador falar no nome do filho como uma possibilidade a curto/médio prazo para integrar a equipa principal. Paulo Álvaro refere que «o Pedro já está no Benfica há 5 anos e quando se fala nele é sempre importante e agradável mas o caminho ainda é longo». O pai do atleta diz que o filho «fisicamente é muito forte, tem bastante técnica para um defesa central, é inteligente, muito rápido e acima de tudo é um líder».
Pedro Álvaro está no Benfica há 5 anos e tem vindo a ganhar um estatuto importante dentro do clube, nomeadamente nas camadas jovens. Paulo Álvaro recorda que «no início a adaptação é sempre difícil mas a partir daí a experiência tem sido enriquecedora, quer a nível desportivo, quer também a nível escolar porque ele continua a estudar, está no 11º ano. É jogador de selecção, tem ido algumas vezes à equipa B e está num processo de integração e está a evoluir bem». «Nós pais queremos o melhor para os nossos filhos, fazemos um esforço enorme na vida e quando eles têm sucesso sentimos orgulho», acrescenta.
Nesta temporada, o defesa central já fez 21 jogos entre as competições de juniores, juvenis e Uefa Youth League.

Candeias e Rafael Ramos não vingaram na Luz
A aposta do Benfica em jogadores da região não é nova mas nem todos conseguem vingar no clube de Lisboa. Os casos mais recentes foram os de Daniel Candeias e Rafael Ramos. No primeiro caso, o jogador de Fornos de Algodres, já com passagem por vários clubes portugueses e estrangeiros, não convenceu nem Jorge Jesus (que deu luz verde à contratação) nem Rui Vitória. O extremo ainda está vinculado ao Benfica mas está cedido ao Alanyaspor (Turquia) onde já fez 16 jogos e marcou por duas ocasiões. Antes, Candeias representou o Metz (França), Granada (Espanha) e o Nuremberg (Alemanha). Antes de assinar pelo Benfica, Daniel Candeias representava o Nacional da Madeira, depois de passagens por Portimonense, Paços de Ferreira, Recreativo de Huelva (Espanha), Rio Ave, Varzim e Futebol Clube do Porto.
Já o caso de Rafael Ramos, de Seia, é um pouco diferente. O defesa lateral direito, de 22 anos, actua no Orlando City (Estados Unidos da América) ao lado de algumas estrelas do futebol mundial como é o caso do brasileiro Káká, de 34 anos. Rafael Ramos começou a carreira na Fundação Laura dos Santos, de Gouveia, onde despertou a atenção do Sporting, tendo alinhado 6 anos no clube de Alvalade. Depois saiu para o Real Massamá e transferiu-se para os juniores do Benfica, onde foi campeão nacional. Quando atingiu a idade de sénior foi para os Estados Unidos da América, onde cumpre a terceira temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close