Bilhetes para o Gouveia Art Rock esgotam numa hora

Depois de um interregno em 2016, o Gouveia Art Rock está de regresso e em força com os lendários Jethro Tull como cabeça de cartaz. Os bilhetes para o festival esgotaram num hora devido à presença do grupo inglês.

Os bilhetes para o Festival Gouveia Art Rock, a realizar em Gouveia de 5 a 7 de Maio, esgotaram numa hora devido à presença do grupo inglês Jethro Tull, anunciou a organização. Jethro Tull são cabeça de cartaz do festival inteiramente dedicado ao rock progressivo, que é organizado pelo Município de Gouveia desde 2003.
A abertura da 14.ª edição do evento musical acontecerá no dia 5 de Maio, pelas 22h00, com um concerto do grupo inglês Gryphon, no edifício da Câmara Municipal de Gouveia, o que acontece pela primeira vez, refere a organização em nota enviada à agência Lusa. Segundo a fonte, será um concerto livre, limitado à disponibilidade de lugares.
No segundo dia, 6 de Maio, um Sábado, a partir das 15h00, no Teatro Cine de Gouveia, actua o grupo italiano Promenade e a formação Loomings, composta por músicos oriundos de França, Itália e Argentina. Pelas 21h15, subirá ao palco o músico inglês Joe Stilgoe, terminando a noite com a actuação dos Gryphon.
No dia 7 de Maio, um Domingo, as actividades começam pelas 11h00 na Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira, com debates sobre música e o festival, dinamizados pelos músicos participantes.
Nesse dia, pelas 15h00, o Teatro Cine de Gouveia abre novamente as suas portas à actuação da banda sueca Isildurs Bane, seguindo-se um recital, na igreja de São Pedro, pelas 17h45, com a formação musical Ludus Temporum, composta por músicos portugueses e russos.
A fechar o festival, às 21h15, decorrerá a actuação dos ingleses Jethro Tull, cabeça de cartaz da edição de 2017.
Grupo incontornável do progressivo mundial, tanto em palco como em estúdio, os Jethro Tull produziram, sob a batuta de Ian Anderson, mais de uma dezena de álbuns que se tornaram marcos da história deste género musical.
Formados em 1967, destacaram-se em particular na década de 1970, com álbuns como “Aqualung” (1971), “Thick as a Brick” (1972), “War Child” (1974) e “Songs from the Wood” (1977). Discos posteriores, como “Under Wraps” (1984), “Rock Island” (1989), “J-Tull Dot Com” (1999) e “The Jethro Tull Christmas Album” (2003), testemunham a actividade da banda.
Gouveia é a única etapa em Portugal na digressão dos 50 anos da banda do escocês Ian Anderson, de acordo com a sua página na Internet.
No decurso do evento cultural decorrerá na Galeria do Teatro Cine de Gouveia uma feira do disco, do cartaz, da memorabilia e do “merchandising”, segundo a organização.
A fonte refere que o festival é considerado «um dos mais importantes do mundo dentro do género».
O Gouveia Art Rock «baseia-se no género musical conhecido como rock progressivo (também abreviado para prog rock ou simplesmente prog), um estilo de música rock com influências da música clássica e do jazz, que surgiu no fim da década de 1960 em Inglaterra e que se tornou muito popular na década seguinte, contando ainda hoje com muitos adeptos», assinala.
O festival acontece sempre durante um fim-de-semana, no Teatro Cine de Gouveia, «seguindo desde o seu início um conceito que permite aos espectadores assistirem a momentos distintos, não se circunscrevendo ao local dos concertos, estendendo-se gratuitamente a toda a cidade de Gouveia», conclui a nota.
Realizado anualmente numa organização do Município, o festival transformou-se, nos últimos anos, num festival de referência da música progressiva à escala mundial. Trata-se de uma ideia totalmente pioneira em Portugal sendo o único evento dedicado ao rock progressivo ou géneros eruditos aparentados neste país, afirma a organização.
Pelo palco do Teatro Cine de Gouveia já passaram nomes «incontornáveis da cena musical internacional de vanguarda das últimas quatro décadas», tais como Peter Hammill, Robert Fripp, Magma, Amon Düül II, Richard Sinclair, Guy Pratt, Musica Nuda, Pat Mastelotto & Markus Reuter (Tuner), Univers Zero, Arena, Present, Lars Hollmer ou Miriodor.
Depois de um interregno em 2016, o Gouveia Art Rock está de regresso e em força com os lendários Jethro Tull como cabeça de cartaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close