Bispo da Guarda apela à inclusão social

«Sociedades xenófobas não vão a lado nenhum», defendeu D. Manuel Felício esta tarde na sua mensagem de Natal. «A lição do presépio convida-nos a percorrer sempre caminhos que conduzam à plena inclusão social de todas as pessoas, mesmo daquelas que, por circunstâncias várias, deixaram a sua pátria e a sua cultura de origem e batem agora à nossa porta», disse o bispo da Guarda, referindo-se concretamente aos refugiados.

O Pacto Global para Uma Migração Segura, Ordenada e Regular, assinado este Segunda-feira por 164 países membros das Naças Unidas, que enumera 23 objectivos e medidas concretas para ajudar os países a lidarem com as migrações, em seu entender, «resolve o problema, porque estes problemas têm que ser resolvidos em cada momento». Sobre este ponto em concreto, deu como exemplo os «19 refugiados que foram recolhidos [em Outubro] do navio Aquarius e que estão acolhidos no Seminário do Fundão. Dezassete etíopes e dois sírios, creio eu, e portanto jovens, que são todos jovens, e que estão ali para terem da nossa parte o acolhimento a que têm direito». «Felizmente que há quem os acolha em termos de lhes ensinar o português, também assistente social para puderem ser acompanhados por essa vertente, também quem os acompanhe até aos serviços de saúde. Portanto, é uma forma de nós darmos cumprimento a este imperativo que nos vem da nossa consciência e até do bem verdadeiro das nossas sociedades, porque sociedades xenófobas não vão a lado nenhum», afirmou D. Manuel Felício.

Na mensagem lembrou ainda o «significativo número de pessoas, sobretudo adolescentes e jovens, que têm tudo e às vezes até demais, mas falta-lhe o essencial que é a relação interpessoal e comunitária, sobretudo em família, capaz de os desafiar à ousadia de tomarem a vida em suas próprias mãos e fazerem as escolhas certas».

A pobreza, o abandono e o isolamento foram temas também abordados pelo pontífice, que referiu ser «a nossa vez» de continuar a missão de Jesus, «no momento actual, fazendo bem sem olhar a quem».

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close