Bombeiros de Foz Côa sem comando depois das demissões do comandante e do adjunto

A estrutura de comando dos bombeiros voluntários de Foz Côa apresentou o pedido de demissão, através de uma carta que foi entregue à direcção daquela cooperação do distrito da Guarda, indicou fonte ligada ao processo.

Em declarações à agência Lusa, o comandante demissionário, Nuno Figueirinha, confirmou a demissão e prometeu para mais tarde apresentar os motivos da decisão. «Os bombeiros de Foz Côa estão assim sem estrutura de comando, porque o adjunto de comando, que integrava equipa também se demitiu. O cargo de 2.º comandante não existia», esclareceu o comandante demissionário.

Segundo Nuno Figueirinha, o socorro à população «não está comprometido, tudo porque aquele corpo de bombeiros tem uma equipa permanente nas suas instalações pronta para o desempenho da sua missão».

Nuno Figueirinha adiantou que o próximo passo será reunir com o presidente da direcção da Associação Humanitária e com o presidente da câmara «para expor os motivos da decisão». O comandante demissionário vincou que também já manifestou a sua decisão «de forma verbal» ao Comandante Distrital de Operações de Socorro (CODIS) da Guarda e ao presidente da câmara.

Por seu lado, a presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Foz de Côa, António Loureço, confirmou à Lusa que recebeu a carta de demissão do comandante, reforçando que o socorro às populações está garantido. «Há sempre dificuldades em gerir um corpo de bombeiros. Com a situação de pandemia que se vive, as coisas agravam-se ainda mais. A demissão do comandante foi uma surpresa», concretizou.

António Lourenço indicou que o comando do corpo ativo está a ser «articulado» pelo CODIS da Guarda e pela própria direcção dos bombeiros «até se encontrar uma solução definitiva».

Já Nuno Figurinha desempenhou o cargo de comandante dos Bombeiros de Vila Nova de Foz Côa de desde Junho até ao passado dia 2.

O bombeiro foi 2.º comandante daquele Corpo Activo desde Junho de 2018 até Junho de 2020, altura que «foi empossado comandante». O Corpo de Bombeiros de Vila Nova de Foz Côa é composto por cerca de 40 operacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *