Bombeiros de Melo mantêm operacionalidade

O comandante distrital de Operações e Socorro, António Fonseca, confirmou ao TB que os bombeiros de Melo mantêm a operacionalidade. Estará assim afastada a possibilidade, pelo menos para já, da corporação deixar de ter capacidade para garantir a operacionalidade na sua área de actuação. Em causa estava a possível saída de quase 40 elementos à inactividade, o que inviabilizaria o socorro naquela zona do concelho de Gouveia. António Fonseca também esteve no encontro da semana passada, de que o TB deu conta na última edição, promovido pelo comandante Rui Abrantes na tentativa de demover os voluntários daquela intenção. O encontro terá sido positivo e para já a corporação está a assegurar todos os com-promissos.
Recorde-se que a capacidade operacional daquela corporação estava ameaçada com a possibilidade de quase 40 elementos deixarem de prestar serviço, passando à inactividade, devido à existência de divergências com a direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Melo. Os voluntários dispostos a assumir tal posição representavam 80 por cento do universo do corpo activo.
O comandante Rui Abrantes tinha adiantado ao TB que estava a «a tentar tudo por tudo» para evitar o pior desfecho. Rui Abrantes disse compreender «os motivos» dos operacionais «para tomarem esta atitude», mas também confirmou que a saída destes operacionais iria comprometer a operacionalidade da corporação tendo em conta «a falta de pessoal» que já se faz sentir. Com a eventual saída destes elementos, o corpo activo dos Bombeiros de Melo ficaria reduzido a uma dezena de operacionais.
De acordo com o portal bombeiros.pt, o mal estar entre a direcção e os elementos que pretendiam sair já se arrasta há algumas semanas, tendo sido encetadas algumas tentativas para evitar a posição radical dos bombeiros. Mas apesar das reuniões, não terá sido possível fazer mudar de ideias os operacionais que exigiram a demissão da direcção da Associação.
Tanto a Câmara Municipal de Gouveia como as freguesias incluídas na área de actuação da corporação chegaram a ser informadas da situação.
Os Bombeiros de Melo foram fundados em 1936. De acordo com as informações disponíveis, o corpo activo é actualmente composto por 84 elementos. A corporação serve cinco freguesias do concelho de Gouveia, num total de quase 15 800 habitantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close