Câmara da Guarda com saldo orçamental de 11,8 milhões de euros em 2022

A Câmara Municipal da Guarda obteve em 2022 um saldo orçamental no valor de 11,8 milhões de euros que transitou para este ano. O presidente da Câmara, Sérgio Costa, evidenciou no final da reunião do executivo municipal, esta Segunda-feira, que o valor vai «permitir enfrentar eventuais dificuldades originadas pela conjuntura».

O autarca realçou ainda que o número representa «um aumento muito substancial em relação ao que tinha havido no ano transacto», fruto do «muito trabalho» realizado pelo executivo que lidera.

Mas os vereadores do PSD têm outra interpretação dos números. Carlos Chaves Monteiro apontou aos jornalistas, no final da reunião que decorreu à porta fechada, que esta alteração orçamental confirma que o orçamento de 2022 estava «empolado», especificando que houve alteração de valores em todas as rubricas e que houve uma redução de 6,5 milhões de euros no valor previsto em fundos comunitários, por não terem sido executados os projectos.

Confrontado pelos jornalistas com estas críticas, o presidente da Câmara justificou que desde o início do mandato que não há abertura de avisos para candidaturas aos fundos comunitários e que isso tem impedido o início de projectos. «Não podemos avançar sem a garantia de financiamento», sublinhou. Notícia desenvolvida na edição em papel do Jornal Terras da Beira.

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close