Câmara da Guarda defende que o SIAC «é uma necessidade»

O Simpósio Internacional de Arte Contemporânea (SIAC) Cidade da Guarda «não é uma excentricidade, é uma necessidade», defendeu o vereador da Cultura, Victor Amaral, Terça-feira da semana passada na sessão de encerramento, que teve lugar na Galeria de Arte do Teatro Municipal da cidade. Participaram ainda Zulmiro de Carvalho, cuja escultura emprestou imagem ao cartaz, José Luis Coomonte, homenageado através da principal exposição do Simpósio, e José [Pepe] Fuentes, professor de Belas Artes na Universidade de Salamanca e sub-director do Instituto Universitário de Investigação em Arte. Todos elogiaram o evento.
Sobre os valores envolvidos, nem uma palavra. O valor estimado pelo director do Museu da Guarda, João Mendes Rosa, recorde-se, foi de 20 mil euros, tendo este garantido ao presidente da autarquia, Álvaro Amaro, que o valor não seria ultrapassado. «Se essa meta dos 20 mil euros for ultrapassada, o vereador da Cultura e o director do Museu dividem as despesas do próprio bolso», avisou o autarca. «Permiti que se resvalasse um pouco em relação ao valor inicial, mas há uma bitola máxima, até ao limite, e espero que não chegue lá, dos 20 mil euros», afirmou.
Foram no entanto apresentados alguns números. «Durante duas semanas, a arte tomou conta da cidade e dos espaços públicos, com cerca de 66 actividades realizadas, mais de três mil visitas às exposições, com um aumento de 200 por cento de entradas no Museu (uma média de 97 pessoas por dia em sete dias), 187 formandos em workshops, na sua maioria jovens estudantes, e uma produção de obras de arte para o acervo cultural da cidade que deixa marcas de uma iniciativa que galgou fronteiras e aproximou artistas e públicos», revelou Victor Amaral.
«A utopia aconteceu, o registo inovador do conceito, a mistura de linguagens, o encontro de pessoas que de outro modo não viriam à Guarda, fizeram deste simpósio um processo de democratização cultural de novas linguagens indispensáveis para a afirmação da cidade e para a formação cultural dos seus cidadãos», afirmou.
Parceira na organização do SIAC, a Universidade de Salamanca contribuiu em dois aspectos «muito importantes que lhe dão singularidade e se diferenciam de outros possíveis simpósios». «A presença do mundo gráfico, da gravura, e o outro, talvez mais importante, dar um carácter de investigação ao simpósio», destacou José Fuentes. «As novas tecnologias aliadas à criação artística constituem um dos pontos fortes deste simpósio. Creio que isto marca uma referência de indiscutível qualidade e de apontar muito alto com o fim de que realmente a Guarda seja uma referência artística e uma referência dentro da inovação no campo criativo, no campo das artes plásticas», considerou, desejando que os simpósios constituam «um feito cultural continuado para esta cidade». Da parte da Universidade de Salamanca «terão um apoio incondicional», garantiu Pepe Fuentes.
«É indiscutível que provavelmente sejam uma referência não só para Portugal mas também para Espanha», destacou. E revelou que «dentro dos grandes objectivos está incluir no próximo simpósio participantes de todas as universidades portuguesas». «Acreditamos que isso é fundamental, que de alguma forma Guarda reúna tudo o que é a cultura, a intelectualidade e o conhecimento artístico na sua mais alta escala que é o ensino universitário», argumentou.
O evento, com início a 28 de Maio com a exposição retrospectiva da obra de Coomonte, foi organizado pela Câmara da Guarda, em parceria com a Universidade de Salamanca, e contemplou múltiplas abordagens expressivas da Arte Contemporânea, nomeadamente na escultura, pintura e serigrafia.
GM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close