Câmara da Guarda pretende contrair empréstimo de cerca de 19,3 milhões de euros para liquidar anteriores empréstimos

A Câmara da Guarda pretende contrair um empréstimo de médio e longo prazo de cerca de 19 milhões e 280 mil euros para liquidação antecipada do empréstimo do Programa de Apoio à Economia Local (PAEL) no valor de 11.217.377,78 euros e Saneamento Financeiro no montante de 8.062.098,36 euros. A proposta deverá ser amanhã submetida à discussão e aprovação da reunião do executivo.
No documento, a que o TB teve acesso, é justificado que a contracção daquele empréstimo só é possível porque «o Município se encontrava em 31 de Dezembro de 2015 financeiramente equilibrado porquanto a sua dívida total se encontrava e encontra abaixo do limite fixado no artigo 52º da Lei nº 73/2013, de 3 de Setembro». De acordo com a referida lei, os municípios que não ultrapassem o limite da dívida total previsto naquele artigo podem contrair empréstimos a médio e longo prazo para exclusiva aplicação na liquidação antecipada de outros empréstimos em vigor a 30 de Setembro de 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close