Câmara da Guarda quer construir “Passadiços do Mondego”

O presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro, anunciou esta manhã, na sessão solene comemorativa do aniversário da cidade, dois projectos ambientais para o concelho, um relacionado com a despoluição dos rios Noéme (afluente do rio Côa) e Diz (afluente do rio Noéme) e outro com a criação dos “Passadiços do Mondego”.
Segundo o presidente da Câmara, Álvaro Amaro, a autarquia vai apresentar o “estudo prévio de despoluição dos rios Noéme e Diz” e o projeto dos “Passadiços do Mondego”, que contemplará a criação de “11 quilómetros de passadiços” no vale do rio Mondego. Os dois projectos deverão custar cerca de três milhões de euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close