Câmara da Guarda vai reabilitar antigas instalações da JAE para apoio às oficinas

A Câmara Municipal da Guarda vai requalificar as antigas instalações da ex-Junta Autónoma de Estradas para dar apoio às oficinas do município. A intervenção foi adjudicada à empresa Edibeiras pelo valor de 297 mil euros. O vice-presidente da Câmara, Carlos Monteiro, explicou no final da reunião desta segunda-feira, onde o executivo ratificou a adjudicação da obra, que o espaço servirá para albergar alguns dos recursos das oficinas instaladas nas proximidades. Na mesma reunião, o executivo ratificou a decisão do júri de adjudicar à empresa António Saraiva e Filhos a requalificação da estrada nacional 338 entre Maçainhas e a EN16, que inclui o alargamento da ponte perto do cruzamento das duas vias bem como uma rotunda. A obra tem um custo de 208 mil euros. Ainda na mesma sessão, o executivo aprovou a abertura de um concurso público para a reabilitação da Avenida Afonso Costa e Rua do Ferrinho. O valor base do concurso é de 355 mil euros, mas o vice-presidente disse esperar que o mercado possa apresentar um valor inferior.
O executivo aprovou ainda com a abstenção da vereadora do PS, Graça Cabral, a abertura de um concurso para a manutenção e conservação dos espaços verdes na cidade. O PS continua a defender que a autarquia dispõe de recursos e meios para realizar esta tarefa não se justificando o recurso a entidades externas.
O executivo aprovou ainda a celebração de um contrato a 12 anos com a EDP que prevê a substituição de 6.600 luminárias na cidade por lâmpadas de baixo consumo (LED). O contrato representa uma poupança de 35 mil euros por ano na factura do município.
Nas declarações aos jornalistas, após a reunião do executivo, o vice-presidente destacou ainda os últimos acordos que o município se prepara para assinar com 15 juntas de freguesia, num montante total de 339 mil euros. Evidenciou também o sucesso que está a ser mais uma edição da Cidade de Natal por onde já passaram «mais de 6 mil alunos». Na programação de Natal, destacou também a participação e envolvimento das colectividades e instituições nas diversas actividades. Carlos Monteiro defendeu que é a diferença em relação «ao passado onde nada acontecia». «É um salto que foi dado em termos de atracção», argumentou. O autarca relevou ainda que a autarquia irá entregar nesta época 157 cabazes de Natal a familias carenciadas do concelho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close