Câmara de Trancoso promove doze grandes eventos

A Câmara Municipal de Trancoso vai promover este ano doze grandes eventos, com o objetivo de aumentar o fluxo turístico no concelho e na região, foi hoje anunciado.
O município de Trancoso apresentou hoje o calendário de eventos económicos, culturais, lúdicos e religiosos para o ano de 2020, numa sessão realizada no auditório do Pavilhão Multiusos local.
Segundo o presidente da autarquia, Amílcar Salvador, Trancoso é uma terra “onde o turismo está a crescer de forma exponencial”.
Para o autarca, o turismo é “um setor importante para o concelho” e tem “um impacto muito grande na economia” da região.
Com as atividades a realizar ao longo do ano, o responsável acredita que “o turismo continuará a crescer” no concelho e na região.
“Trancoso é uma terra de grandes mercados, de grandes feiras e de grandes eventos”, apontou.
O calendário dos “grandes eventos” começa no dia 23 de fevereiro com o Carnaval em Vila Franca das Naves e prossegue nos dias 28 e 29 de fevereiro e 01, 07 e 08 de março em Trancoso, com a realização de mais uma edição da Feira do Fumeiro, dos Sabores e Artesanato do Nordeste da Beira.
Seguem-se uma Feira de Automóveis Usados (06, 07 e 08 de março), a Queima do Judas (12 de abril, domingo de Páscoa), as comemorações do 25 de Abril (24 e 25 de abril) e do Feriado Municipal (28 e 29 de maio).
A agenda inclui ainda a realização da Festa da História – Bodas Reais (26, 27 e 28 de junho), o Festival de Música no Castelo (17, 18 e 19 de julho), a Feira de São Bartolomeu (de 07 a 16 de agosto), o Festival das Vindimas (11, 12 e 13 de setembro, em Vila Franca das Naves), a Feira da Castanha (30 e 31 de outubro e 01 de novembro) e a animação de Natal “Magia de Natal” e de fim de ano “Atreve-te” (de 11 a 31 de dezembro).
Às atividades agendadas juntam-se outras a realizar ao longo do ano por associações culturais e desportivas do concelho, segundo Amílcar Salvador.
Na sessão, o autarca de Trancoso lembrou que o município possui um “invejável” património histórico, arquitetónico, ambiental e paisagístico, destacando o centro histórico, o castelo e espaços relacionados com a temática judaica (Centro de Interpretação Judaico Isaac Cardoso) e com o sapateiro profeta Bandarra (Casa do Bandarra).
Segundo a autarquia, Trancoso é “um dos principais destinos do Turismo Cultural Judaico” do país. “Com forte implantação na Idade Média, nomeadamente a partir do século XVI, a comunidade judaica trancosana foi das mais numerosas da Beira Interior. Nas ruas que envolvem o centro histórico – um dos mais significativos de Portugal, cercado por muralhas – existem centenas de marcas representativas da cultura judaica”, lembra a fonte.
Na apresentação do calendário de eventos para este ano, o presidente da Aenebeira – Associação Empresarial do Nordeste da Beira, Tomás Martins, destacou a realização de dois eventos económicos: a Feira do Fumeiro (que reunirá cerca de 70 produtores e agentes económicos da região) e a Feira de São Bartolomeu (que deverá contar com a presença de cerca de 150 a 160 agentes económicos).
Carla Basílio, em representação do Turismo do Centro, disse no encontro com os jornalistas que o “dinamismo” do município de Trancoso “é um grande contributo para o desenvolvimento do território”.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close