Castanheiro de Guilhafonso ficou em terceiro lugar no concurso da Árvore do Ano 2023

O Castanheiro de Guilhafonso (Guarda), com mais de 500 anos, «26 metros de altura» e «nove metros de perímetro do tronco», ficou em 3º lugar, com 2863 votos, no concurso da “Árvore do Ano 2023”, que teve dez finalistas. A edição deste ano foi ganha pelo Eucalipto de Contige (Satão), com 3046 votos, que, assim irá representar Portugal no concurso da Árvore Europeia do Ano 2023, promovido pela EPA – Environmental Partnership Association, no próximo mês de Fevereiro. Conseguiu 3046 votos.

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close