CEI assinala aniversário de Eduardo Lourenço com Memorial

O Centro de Estudos Ibéricos (CEI) inaugura hoje um espaço Memorial onde vão estar expostos alguns prémios, diplomas e condecorações que Eduardo Lourenço legou à cidade. Trata-se de uma «singela e sentida» homenagem para assinalar simbolicamente o aniversário do professor, filósofo, escritor, crítico literário, ensaísta, interventor cívico, diversas vezes distinguido e premiado, nascido a 23 de Maio de 1923 em São Pedro do Rio Seco (Almeida) e falecido a 1 de Dezembro de 2020 aos 97 anos.

A cerimónia de inauguração do Memorial está marcada para as 17h00 na sede do CEI, na qual serão ainda apresentadas a gravura “Eduardo Lourenço – Heterodoxias” e a medalha comemorativa dos 20 anos do CEI, sessão que irá decorrer em formato presencial e “online”, ambas da autoria de João Pedro Cochofel.

O aniversário de nascimento de Eduardo Lourenço está ainda a ser assinalado, durante esta tarde, com o webinar “Leituras de Eduardo Lourenço”, em formato “online”, com apresentação e moderação de Guilherme d’Oliveira Martins, administrador executivo da Fundação Calouste Gulbenkian, e intervenções de Paulo Filipe Monteiro (Universidade Nova de Lisboa), Francisco Noa (Moçambique) e Nuno Grande (Universidade de Coimbra), mas as comemorações começaram às 11h00, na Biblioteca Municipal, em sessão presencial e “online”, com a entrega do Prémio Eduardo Lourenço 2020 a Ángel Marcos de Dios, professor jubilado da Universidade de Salamanca.

O prémio, recorde-se, foi atribuído por unanimidade pelo júri, que reconheceu o mérito académico e científico do galardoado na área da Língua e Literatura portuguesas e a sua longa e profícua dedicação ao desenvolvimento e aprofundamento das relações culturais e académicas entre Portugal e Espanha.

Ángel Marcos de Dios «foi um dos principais impulsionadores do crescimento e representatividade dos Estudos de Língua e Cultura Portuguesas no meio académico, tendo promovido e dirigido as licenciaturas em Filologia Portuguesa e em Estudos Portugueses e Brasileiros na Universidade de Salamanca, uma das mais antigas e prestigiadas Universidades da Europa, contribuindo de forma decisiva para fecundar o intercâmbio e a cooperação ibérica, aliados a uma visão de abertura ao mundo e ao saber que caracterizam o verdadeiro espírito universitário».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close