Centenário do nascimento de Vergílio Ferreira assinalado em Gouveia

Arranca hoje em Gouveia o ciclo comemorativo do Centenário do Nascimento do escritor Vergílio Ferreira, nascido a 28 de Janeiro de 1916 em Melo, freguesia do concelho, promovido pela Câmara local e que terminará dentro de um ano.
Para o arranque das comemorações a autarquia programou três dias de actividades, a decorrer entre hoje e Sábado, que contarão com a presença do ministro da Cultura, João Soares, e de um conjunto alargado de individualidades que conviveram ou privaram com o romancista e ensaísta português, revela em nota de imprensa.
O programa tem início às 10h00 com o lançamento de um postal, selo e carimbo dos CTT alusivos à data, seguindo-se, uma hora depois, o lançamento da reedição da obras de Vergílio Ferreira pela Quetzal.
Para hoje está ainda agendada a visita do escritor José Viegas na Escola Secundária de Gouveia, a partir das 15h00.
As comemorações prosseguem amanhã com a cerimónia de reposição do busto de Vergílio Ferreira na Praça de São Pedro, às 11h00, com a presença de João Soares. O anterior busto, em bronze maciço, inaugurado em 1995 para homenagear o nome do autor de “Aparição”, foi roubado em 2014. Os ladrões levaram ainda o busto de Botto Machado, peça maciça em bronze, com mais de 50 anos, e uma placa em bronze que sinalizava a inauguração da Variante de Gouveia.
Meia hora mais tarde será inaugurada no Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta a exposição “Vergílio Ferreira: Os Caminhos da Escrita ou O Fascínio da Arte”, que ficará patente ao público naquele espaço até 26 de Março, à qual se segue a sessão solene das comemorações no Salão Nobre dos Paços do Concelho.
Organizada pela Câmara, através da Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira em colaboração com a Biblioteca Nacional, esta exposição «inspira-se no tempo circular de alguns dos mais relevantes romances do autor e encontra-se arquitectada em seis núcleos ou partes de um romance imaginário que se pretende dar a conhecer aos visitantes». Os núcleos temáticos estão divididos por vários painéis e têm os seguintes títulos: Escrever e Pensar: A Recriação do Mundo; Conta-Corrente: Vida e Obra; Arte Tempo: A Oficina da Escrita; Do Mundo Original: As Marginalia ou A Escrita em Diálogo; Espaço do (In)visível: Os Lugares da Escrita (Melo e a Aldeia Eterna; Coimbra numa Balada; Fundão e Guarda, Disforia e Melancolia; Évora e a Aparição; O Livro de Fontanelas; Da Minha Língua Vê-se O Mar); e A Recriação do Mundo: Pensar e Escrever.
Para Sábado está agendado para o auditório da Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira, às 15h00, o colóquio “Vergílio Ferreira: Evocação, Evocações”. Este pretende evocar «um dos mais marcantes escritores de língua portuguesa, mas também passar para o público aspectos menos conhecidos ou pouco abordados sobre o intelectual, o amigo e o professor».
Para o efeito, a jornada contará com a presença de diversas personalidades que conviveram ou privaram, em algum momento, com o autor. Fernanda Irene Fonseca, Francisco José Viegas, Liberto Cruz, Eduardo Pereira, José Gameiro e Alípio de Melo são as personalidades já confirmadas, adianta a autarquia.
O dia termina com a representação de “Em Memória ou a Vida Inteira dentro de Mim”, baseado no romance “Até ao Fim”, no Teatro Cine de Gouveia pelas 21h30.
«Pompeu José consegue, neste excelente monólogo, dar ao espectador a imagem da solidão de Cláudio, narrador-protagonista do romance de Vergílio Ferreira que, no presente e na noite da escrita, vela o corpo do filho morto, numa capela próximo do mar. No monólogo é igualmente reproduzido o estilhaçamento da narrativa da ficção do autor, ou seja, os seus diferentes episódios aparecem ao espectador como as manchas de um quadro, de acordo, aliás, com o afirmado por Vergílio Ferreira sobre as histórias de muitos dos seus romances. É, assim, através dessas manchas ou retalhos de momentos vividos ou imaginados por Cláudio que se constrói este monólogo», informa a nota de imprensa.
As Comemorações do Centenário do Nascimento de Vergílio Ferreira prosseguirão ao longo de todo este ano e encerrarão a 28 de Janeiro de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close