Centro de remo do Pocinho considerado por selecções olímpicas como um dos melhores do mundo

Remadores olímpicos da Estónia, Suíça e a dupla Pedro Fraga/Nuno Mendes, candidatos a representar Portugal nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, consideram o centro de remo do Pocinho como um “dos melhores do mundo”.
Atletas e técnicos das respectivas selecções olímpicas não pouparam elogios ao equipamento situado no rio Douro, na localidade do Pocinho, no concelho de Vila Nova de Foz Côa, no distrito da Guarda, afirmando que está ao nível “dos melhores do mundo, no seu género”.
A dupla olímpica de remadores portugueses, que actualmente representa o Sporting Clube de Portugal na categoria de ML2x, referiu à agência Lusa que estas duas últimas semanas de treinos, no Centro de Alto Rendimento de Remo do Pocinho (CARR), foram “um excelente contributo” para a sua preparação física e técnica, na caminhada de apuramento para as olimpíadas de 2016.
“Tem boas condições, não só ao nível do equipamento, mas, igualmente, no respeita ao plano de água”, observou o atleta Nuno Mendes.
Segundo o remador olímpico nacional, o CARR do Pocinho é uma estrutura como “muita qualidade”.
“Uma estrutura desta magnitude, só para o remo em Portugal, é uma coisa única”, destacou.
Pedro Mendes, outros dos remadores sportinguistas, que faz a sua preparação para o desafio olímpico, indica que “o CARR do Pocinho tem condições para albergar imensos atletas de classe mundial”, indicou.
O atleta afirmou que, com a presença de equipas fortes a nível mundial, o centro poderá alcançar outra visibilidade desportiva.
Por seu lado, o treinador da Selecçãoo de Remo da Suíça, Edward Blanc, destaca as condições proporcionadas pelo espelho de água da albufeira do Pocinho, para os treinos dos remadores.
“Trata-se de um rio calmo, com muito boas condições para a preparação dos atletas”, enfatizou.
O treinador helvético destacou, ainda, a qualidade dos alojamentos e gastronomia local.
O equipamento custou oito milhões euros, informou o presidente da Câmara daquele concelho da região do Douro, Gustavo Duarte, para quem o CARR é dos investimentos mais importantes dos últimos anos, no município, apenas superado pelo Museu do Côa.
O complexo desportivo inclui uma piscina coberta, um ginásio e uma área da animação. Pode albergar cerca de duas centenas de atletas.
Para a dinamização do centro de remo, foram assinados protocolos com a Federação Portuguesa de Canoagem, a Federação Portuguesa de Remo, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e o Centro de Saúde de Vila Nova de Foz Côa.
A construção do CARR do Pocinho teve comparticipações financeiras do POVT – Programa Operacional Valorização do Território do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) e do Instituto do Desporto de Portugal (IDP).
O início da construção do equipamento aconteceu em Fevereiro de 2011, estando ainda por definir, segundo fonte da autarquia, uma data para a inauguração.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close