CERVAS devolve animais selvagens à natureza

Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS), de Gouveia, irá realizar durante este mês em diferentes pontos dos distritos da Guarda, Coimbra, Viseu e Aveiro, um conjunto de acções de devolução à natureza de animais selvagens que ingressaram naquela estrutura com diversos tipos de problemas. «A maior parte dos animais são aves, com destaque para as rapinas nocturnas, como as corujas-do-mato, os mochos-galegos ou as corujas-das-torres, mas há também rapinas diurnas como os milhafres-pretos ou os tartaranhões-caçadores e ainda de outros grupos como é o caso das cegonhas-brancas ou dos andorinhões», concretiza em nota de imprensa.
Uma das principais causas de ingresso destes animais foi «a queda precoce dos ninhos mas também há situações de atropelamento, cativeiro ilegal e colisões».
As primeiras aves a serem libertadas, no passado dia 1, foram seis cegonhas-brancas na Mata Nacional do Choupal e uma coruja-do-mato na Escola Superior Agrária de Coimbra. Hoje será devolvida à natureza uma coruja-do-mato no Vale do Rossim, em Gouveia, e no Sábado um milhafre-preto no Luso, Mealhada.
Outros animais serão libertados até ao final do mês, «tanto nos locais onde foram encontrados feridos ou debilitados, como em acções de sensibilização em eventos, como é o caso do aniversário do Parque Natural da Serra da Estrela no dia 15 ou o dia dos Avós em Fornos de Algodres no dia 26», adianta a nota.
«Tal como tem sido habitual desde o início do funcionamento do centro, em 2006, na maior parte dos momentos de devolução à Natureza dos animais recuperados irão estar presentes as pessoas que encontraram os animais, sendo também convidadas diversas entidades, com o objectivo de contribuir para a educação ambiental das populações e para um maior conhecimento da fauna selvagem autóctone e os seus principais problemas de conservação», explica o CERVAS.
Desde o início deste ano, revela, ingressaram 302 animais, sendo as principais causas de ingresso as quedas do ninho e o cativeiro ilegal. A maioria dos animais tem sido entregue pelo Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente da GNR.
O Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens é uma estrutura que se dedica à recuperação de animais selvagens e à educação ambiental e está localizado em Gouveia, no Parque Natural da Serra da Estrela. A gestão está a cargo da Associação ALDEIA desde 2009, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e com a ANA – Aeroportos de Portugal, o principal patrocinador, informa aquela estrutura.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close