Chega elege representante para a Assembleia Municipal da Guarda

O candidato do Chega à Câmara da Guarda nas eleições de domingo não foi eleito vereador, mas o partido elegeu o primeiro representante para a Assembleia Municipal. Francisco Dias, cabeça de lista do Chega, disse à agência Lusa que o resultado obtido pelo partido no concelho da Guarda “é sempre uma derrota”, porque não conseguiu atingir o objectivo que pretendia.

“De qualquer modo, esta derrota não deixa de ter algum sabor a vitória, porque, de facto, conseguimos eleger um elemento para a Assembleia Municipal”, declarou.

O candidato lembrou que o Chega é “um partido emergente, que tem sido bastante denegrido”, mas disse que, pessoalmente, ganhou, porque fez uma campanha “pela positiva”, gostou do contacto com os guardenses e foi “uma experiência muito gratificante”.

Na opinião de Francisco Dias, o eleito do Chega para a Assembleia Municipal da Guarda “irá defender os interesses guardenses”, tal como faria se fosse eleito vereador para o novo executivo que vai ser liderado por Sérgio Costa (movimento independente PG – Pela Guarda).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close