CineEco começa este Sábado em formato físico e digital

A Casa Municipal da Cultura de Seia abre as portas este Sábado para receber a 26ª edição do CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, este ano, «dadas as contingências inerentes ao actual cenário de crise pandémica», em duplo formato: físico e digital. A decorrer até dia 17 do corrente, o festival, que volta a receber «dezenas de documentários e filmes dedicados à temática ambiental, numa altura particularmente desafiante para todos», fica marcado pela ausência de alunos, diminuição do número de convidados e acesso limitado do público a espaços fechados, estando a lotação das salas diminuída para metade da sua capacidade total. «Dado o actual contexto de pandemia por Covid-19, o Município de Seia, entidade organizadora do Festival, tem vindo a trabalhar em consonância com todas as recomendações emanadas pela Direcção Geral de Saúde. Desta feita, o acesso do público a espaços fechados será limitado», justificou recentemente a organização, assegurando estarem «garantidas as normas de segurança e higiene, o distanciamento social e a distribuição de postos de higienização nos principais espaços onde decorre o CineEco».

«Este ano tentamos transformar as adversidades em desafios e soluções para o futuro, isto para que a nossa mensagem continue a ser transmitida com clareza, actualidade e profundidade – hoje é cada vez mais urgente abordar e sensibilizar para as temáticas ambientais. Na verdade, há cada vez mais evidências na relação entre a destruição do meio-ambiente, as alterações climáticas e o surgimento de epidemias. Tudo está interligado, o CineEco resiste para testemunhá-lo», admite a direcção, citada em nota de imprensa do promotor.

Pela primeira vez na sua história, o CineEco acontece em duplo formato. Os 77 filmes e documentários oriundos de 25 países serão exibidos em sala, mas com evidentes restrições na admissão de público e respeitando todas as recomendações da Direcção-Geral de Saúde. A lotação das salas ficará reduzida a metade da sua capacidade total. O Cineteatro poderá receber até 170 pessoas e o Auditório até 70.

Todas as sessões e actividades paralelas irão decorrer em sala e estão sujeitas a marcação prévia, não estando previstas sessões online.

Já as Ecotalks serão transmitidas via streaming live no facebook do CineEco. Ao todo vão ser cinco debates online, com duração de uma hora, sobre as temáticas actuais associadas ao cinema e ambiente.

<tit>Cinema em português em destaque

<txt>O cinema ambiental em língua portuguesa está em «grande destaque» na 26ª edição do CineEco, representando «cerca de metade de todas as obras em competição». «Um dos mais antigos festivais de cinema ambiental do mundo, o único do género em Portugal», conta com uma selecção oficial de 77 filmes, de mais de 25 países, com abordagens diversas sobre temáticas ambientais e de sustentabilidade, concretiza a organização, a cargo do município de Seia, em nota à imprensa.

A competição Internacional de Curtas-Metragens conta com 34 filmes, destacando-se o aumento do número de obras portuguesas, em relação às edições anteriores.

Na competição de Longas-Metragens em Língua Portuguesa destacam-se três documentários portugueses: “Silêncio – Vozes de Lisboa” de Judit Kalmár e Céline Coste Carlisle; “Cerro dos Pios” de Miguel de Jesus e “A Alma de Um Ciclista” de Nuno Tavares. “O Índio Cor de Rosa Contra a Fera Invisível”, do brasileiro Tiago Carvalho, fecha o quadro desta competição.

Na competição de Curtas-Metragens em Língua Portuguesa concorrem 12 obras e na competição de Séries e Reportagens televisivas, sete dos nove trabalhos apresentados têm assinatura portuguesa.

O festival tem ainda oito curtas na competição Panorama Regional, de realizadores locais e/ou de temáticas ligadas à região.

(Foto: DR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close