CineEco em formato físico e digital com debates via “streaming live”

A 26.ª edição do CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela vai decorrer em Seia, de 10 a 17 de Outubro, em formato físico e digital, com debates transmitidos “online”.

«O CineEco 2020 acontece em duplo formato físico e digital – dadas as contingências inerentes ao actual cenário de crise pandémica», refere a organização em comunicado enviado à comunicação social. A organização refere que os 77 filmes e documentários oriundos de 25 países serão exibidos em sala, «mas com evidentes restrições na admissão de público e respeitando todas as recomendações da Direcção-Geral da Saúde».

Durante o festival serão promovidos cinco debates “online”, com duração de uma hora, sobre as temáticas atuais associadas ao cinema e ao ambiente, que serão transmitidos via “streaming live” no Facebook do CineEco, sempre às 17:00. No dia 11 de Outubro, Mário Branquinho modera o debate “Festivais de Cinema! E agora?” com Ilda Santiago, diretora de Cinema do Rio (Brasil) e Fernando Vasquez, do Fest – Festival Novos Realizadores Novo Cinema.

“Film Comissions – Cinema e Territórios” é o mote para a segunda “ecotalk”, no dia 12, que contará com a participação de João Paulo Macedo, Bando à Parte e Minho Film Comission, e Manuel Claro da Portugal Film Comission, com moderação de Bruno Manique, da Film Comission do Centro e programador do CineEco 2020.

A 13 de outubro, Nuno Barros, da Lipor, modera um debate sobre “As novas tecnologias e a educação ambiental”, com Emanuel Monteiro, do serviço educativo da Lipor, e Filipa Fernandes, do Pavilhão da Água (Aquaporto).

“O Cinema com escolas e novos públicos” é o tema central em discussão no dia 15, com a participação de Rúben Sevivas (UBI), realizador, produtor e programador CineEco2020, Paulo Cunha (UBI e Curtas de Vila do Conde) e Camilo Cavalcante, realizador brasileiro.

A última “ecotalk”, que acontece a 16 de Outubro com uma abordagem sobre televisão e cinema, será moderada por Tiago Alves, jornalista da RTP e programador do CineEco 2020, com Suzanna Lira, cineasta brasileira, e Pandora da Cunha Telles, produtora Ukbar Filmes.

O CineEco, que vai decorrer na Casa Municipal da Cultura de Seia, inclui ainda actividades paralelas que »vão ser alvo de restrições no acesso ao público e respeito pelas normas de segurança, higiene e distanciamento». No primeiro dia do festival, 10 de Outubro, às 17:00, nas galerias da Casa Municipal da Cultura é inaugurada a mostra fotográfica “Rumores do Mundo: Pessoas, Lugares, Outros Olhares”. No mesmo local estará também exposto o trabalho ancorado na actividade de Elsa Cerqueira, que resultou no desafio lançado a 44 artistas, denominado “De Tela a Tela, Cineviagens”.

Numa parceria do município de Seia e do Festival DME, Hugo Simões apresenta, às 18:00, a performance “Finding a Place to Land” e, às 21:30, realiza-se o concerto de abertura do CineEco, com Pedro e os Lobos.

No dia 14 de outubro será apresentado o livro “Plasticus Maritimus”, de Ana Pêgo e Isabel Minhós Martins, que retrata o flagelo do plástico nos oceanos e “pretende motivar os leitores para a mudança”.

O CineEco é organizado pelo município de Seia e conta com o alto patrocínio do Presidente da República e do Departamento de Ambiente das Nações Unidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close