Cinquentenário do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro comemorado em toda a região Centro

SONY DSC

Uma grande marcha regional é uma das actividades em destaque no programa das comemorações dos 50 anos do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (NRC – LPCC), iniciadas Sábado passado em Coimbra e que se prolongam até ao próximo mês de Dezembro com «numerosas actividades dispersas por toda a região». «Inclusivamente há uma que nós estamos a apostar muito nela que é com os grupos de voluntariado dos 78 concelhos da zona Centro que em Maio vão fazer no mesmo dia, em simultâneo, uma marcha. Vamos pôr toda a zona Centro a marchar contra o cancro», destaca o presidente, Carlos de Oliveira, adiantando que «neste momento temos já uma taxa de adesão muito boa».
Para além desta marcha regional, constam do programa, ainda em elaboração, conferências e debates com a população, «tipo tertúlia», a acontecer nas capitais de distrito. «Já estão programados [de-bates]. Vamos começar já no fim do mês em Aveiro, depois vamos passar por todas as capitais de distrito, eventualmente poderemos ir a mais uma cidade ou outra, mas para já nas capitais de distrito», avança o presidente, adiantando que na Guarda deverá realizar-se «antes do Verão».
«E depois – acrescenta – haverá actividades que os próprios grupos de voluntariado estão a programar e que nos propuserem fazer nas respectivas regiões».
As comemorações dos 50 anos, sob o mote “No Centro da Luta Contra o Cancro”, «não são as comemorações do Núcleo de Coimbra são do Núcleo Regional do Centro e portanto envolvem toda a zona Centro», sublinha. E têm o objectivo de consciencializar «o que cada um de nós a título individual e todos em conjunto podemos fazer para a diminuição do impacto das doenças oncológicas na nossa sociedade».
Embora seja «difícil» fazer um balanço deste meio século de existência, Carlos de Oliveira destaca «a missão do Núcleo Regional, que era ao fim ao cabo o da Liga no seu todo nacional: a solidariedade para com os doentes com cancro, para com as suas famílias, para com os cuidadores». «Isto vem desde há 50 anos na zona Centro, continua a tem-se intensificado em várias vertentes», afirma.
É o caso do voluntariado, «que apoia nos hospitais, e os hospitais das capitais de distrito, e outros, têm delegações do Movimento Vencer e Viver, que é um movimento de voluntariado na área específica do cancro da mama para ajudar as senhoras tratadas nesses hospitais».
E do apoio social, «que se estende a todos os doentes que o solicitem, e os voluntários têm conhecimento de que isso existe e como é que os doentes poderão ser encaminhados. Não é obrigatório que tenham que vir a Coimbra, nas delegações da Liga nas capitais de distrito nós podemos trabalhar com o grupo de voluntariado e apoiar uma parte desse apoio social que seja necessário». «Só no ano que findou, só nesse apoio social aos doentes, o Núcleo gastou 300 mil euros, que é uma verba significativa. A nível nacional foi cerca de um milhão de euros, e nós das três regiões do Continente somos a mais pobre delas, mas de qualquer maneira tivemos um apoio bastante significativo», revela Carlos de Oliveira.
Há ainda as consultas na área da psico-oncologia, «que já são uma conquista mais recente». «E do passado vem ainda o rastreio do cancro da mama, que começou há cerca de 27 anos na zona Centro, organizado e com o apoio do Ministério da Saúde, mas que já tinha começado nos anos 80 em projectos-piloto em vários locais na zona Centro», recorda, destacando ainda «a parte de educação para a saúde com as populações, que é feita regularmente e que vai continuar».
«Portanto, nós não vamos fazer nenhuma revolução por que fizemos 50 anos. Vamos continuar a desempenhar o nosso papel de organização, que é reconhecida pela população como sendo a organização mais importante a apoiar os doentes com cancro», conclue Carlos de Oliveira.
GM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close