Cirurgia de Ambulatório do hospital de Seia destaca-se na avaliação do regulador

A Entidade Reguladora da Saúde atribuiu Excelência Clínica ao hospital da Guarda e ao hospital de Seia na primeira avaliação de 2017, mas só Cirurgia de Ambulatório de Seia é que consegue nota de qualidade máxima. O serviço de Ginecologia, que obteve nota máxima nas últimas avaliações, tem nesta avaliação nível de qualidade média à semelhança das restantes áreas avaliadas no hospital da Guarda.

A Entidade Reguladora da Saúde divulgou na semana passada os resultados da primeira avaliação de 2017 do módulo SINAS@Hospitais do Sistema Nacional de Avaliação em Saúde (SINAS), relativa à dimensão Excelência Clínica. Os hospitais da Guarda e de Seia são considerados de excelência clínica, mas só a Cirurgia de Ambulatório de Seia é que recebeu nota de qualidade máxima. Esta valência obteve nota máxima em seis dos sete indicadores avaliados.
A avaliação atribuiu Excelência Clínica a nove áreas do hospital da Guarda avaliadas, mas em nenhuma obteve nota máxima contrariamente ao que sucedeu em avaliações anteriores. O serviço de Ginecologia desde 2013 que registava nota máxima (nível de qualidade três +++) no SINAS. Desta vez, a avaliação atribuiu nota de nível dois (++). Está em causa a actuação ao nível das histerectomias, avaliando-se a seleção e a administração atempada do antibiótico (profilaxia de infeção) em “doentes-padrão” submetidas a este tipo de intervenção. Avalia-se a também correta prescrição e a administração atempada da prevenção do tromboembolismo venoso (TEV) nestes doentes.
Em todas as áreas avaliadas a ERS atribuiu nota de qualidade média (++). Nas áreas da Cardiologia foram avaliados os cuidados prestados no momento inicial do internamento aos “doentes-padrão” com diagnóstico de Enfarte Agudo do Miocárdio, bem como a prescrição de terapêutica adequada no momento da alta. Avalia-se o risco da mortalidade intra-hospitalar associada ao diagnóstico de Enfarte Agudo do Miocárdio, ajustada às características específicas de cada doente. Em Cirurgia de Ambulatório procedeu-se à avaliação do cumprimento de procedimentos da Cirurgia em Ambulatório – que garantam a qualidade e segurança de intervenções cirúrgicas com tempo de estadia no hospital inferior a 24 horas – relativamente a “doentes-padrão”. Em Obstetrícia a analisa-se a ocorrência de cesarianas, partos vaginais, partos programados e lacerações perineais graves. Avalia-se também a correta prescrição e administração de esteróides antes do parto. Em Ortopedia avalia-se a mortalidade intra-hospitalar associada nestes doentes que se submeteram a cirurgias de correção de fraturas proximais do fémur, ajustada às características específicas de cada doente
Em Pediatria analisam-se os Cuidados Neonatais, ao nível da mortalidade, ocorrência de infecções e a amamentação e os procedimentos de diagnóstico e terapêutica ao nível das pneumonias.
Os resultados agora publicados são relativos a procedimentos e/ou diagnósticos nas áreas de Angiologia e Cirurgia Vascular (Cirurgia de Revascularização Arterial), Cardiologia (Enfarte Agudo do Miocárdio), Cirurgia de Ambulatório, Cirurgia Cardíaca (Cirurgia Valvular e outra Cirurgia Cardíaca não Coronária e Cirurgia de Revascularização do Miocárdio), Cirurgia Geral (Cirurgia do Cólon), Cuidados Intensivos (Unidade de Cuidados Intensivos), Cuidados Transversais (Avaliação da Dor Aguda e Tromboembolismo Venoso no Internamento), Ginecologia (Histerectomias), Neurologia (Acidente Vascular Cerebral), Obstetrícia (Partos e Cuidados Pré-Natais), Ortopedia (Artroplastias da Anca e Joelho e Correção Cirúrgica de Fraturas Proximais do Fémur) e Pediatria (Pneumonia e Cuidados Neonatais). A avaliação incidiu sobre episódios de internamento com alta entre 1 de Julho de 2015 a 30 de Junho de 2016, reflectindo o desempenho anual dos prestadores, com base em informação fornecida pelos mesmos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close