Concelho de Seia tem duas praias fluviais com Bandeira Azul

SONY DSC

A Bandeira Azul vai estar hasteada este Verão em duas praias fluviais do concelho de Seia e numa do concelho da Guarda. A Associação Bandeira Azul da Europa vai atribuir aquele galardão às praias de Loriga, Valhelhas e Lapa dos Dinheiros, que se estreia nesta distinção. Valhelhas é a zona balnear do distrito que mais vezes já foi reconhecida com aquele símbolo. Estreou-se em 2009 e desde então nunca mais o perdeu.

A Bandeira Azul, o símbolo de qualidade das zonas balneares, vai estar hasteada este Verão em três praias fuviais do distrito da Guarda. Valhelhas, no concelho da Guarda, Loriga e Lapa dos Dinheiros, no concelho de Seia, são as zonas balneares que merecem aquela distinção. A praia de Lapa dos Dinheiros é uma das 14 estreias a nível nacional. Já Valhelhas é a zona balnear do distrito que mais vezes tem hasteado a Bandeira Azul. Estreou-se em 2009 e nunca mais a largou.
Neste Verão a Bandeira Azul vai ser hasteada este ano em 320 praias, mais seis atribuições do que em 2016. O galardão vai ser entregue também a 14 marinas, menos três do que no ano passado, e a cinco eco-embarcações turísticas. Das 320 praias, localizadas em 83 concelhos, 292 são praias costeiras e 28 praias fluviais. No Norte recebem o galardão 70 (mais uma do que em 2016) praias, no centro 36 (mais quatro do que em 2016), na região do Tejo 48 (-4), no Alentejo 31 (+4), no Algarve 88 (igual número do que no ano passado), nos Açores 34 (o mesmo número do que em 2016) e na Madeira 13 (mais uma).
José Archer destacou que, mais uma vez, o Algarve tem o maior número de praias com Bandeira Azul e que a região Centro se tem afirmado como a zona em que existe maior número de praias fluviais galardoadas. «O Centro de Portugal voltou a ser reconhecido pela como uma região de turismo de excelência também em zonas balneares», disse a Entidade Regional de Turismo Centro, liderada por Pedro Machado, em reacção à divulgação da lista de praias galardoadas.
Em comparação com a atribuição a nível internacional, Portugal é o sexto país com mais galardões conferidos – quando no ano passado era o 5º -, mas continua a apresentar mais de 55% das suas praias galardoadas.
Estão ainda previstas 815 actividades de educação ambiental, 753 em praias e 62 em marinas.
A atribuição da Bandeira Azul tem em conta critérios como a «informação e educação ambiental», «qualidade da água», «gestão ambiental e equipamentos» e «segurança e serviços».
Este ano, pela primeira vez, o programa tem um embaixador e o escolhido é o navegador solitário Ricardo Diniz. As cerimónias oficiais de hastear das primeiras Bandeiras Azuis de 2017 estão programadas para 1 de Junho na praia de Ponta Delgada, no concelho de S. Vicente, na Madeira, para o dia 14 na praia da Congida, em Freixo de Espada à Cinta, e para o dia 09 na doca de recreio de Santo Amaro, em Lisboa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close