Conferência discute a importância da Guarda depois dos investimentos na rede ferroviária

Os anunciados investi-mentos na rede ferroviária da região vão fazer da Guarda um nó estratégico do ponto de vista da distribuição de mercadorias. O tema vai ser debatido no próximo dia 21 de Junho em mais uma edição das Conferências da Guarda. Os promotores da iniciativa acreditam estarem reunidas «as condições necessárias para despertar o interesse e a captação de investimento e novos projetos, na área da industria, da logistica e da distribuição».

O tema da próxima edição das Conferências da Guarda será o “Nó Ferroviário da Guarda: Distribuição e Logística”. O objectivo da iniciativa, promovida pela Câmara Municipal da Guarda e a Transportes em Revista, é reflectir e debater a oportunidade que o investimento público terá na economia da região e seus impactos na distribuição das mercadorias no território nacional. O ponto de partida para o debate será o facto da Guarda ganhar redobrada importância como local de distribuição de mercadorias depois de serem concretizados os recentemente anunciados investi-mentos na requalificação e eletrificação da Linha da Beira Baixa (Covilhã-Guarda) e da requali-ficação da Linha da Beira Alta. A Guarda ficará «como o nó mais próximo da fronteira espanhola assumindo-se como localização estratégica da rede ferroviária nacional e ibérica», refere a organização. Acresce o facto de existir na cidade a Plataforma Logística de Iniciativa Empresarial e da possibilidade de acesso às linhas de financiamento proporcionadas pelo Plano Junker. Os promotores da conferência acreditam estarem reunidas «as condições necessárias para despertar o interesse e a captação de investimento e novos projetos, na área da industria, da logistica e da distribuição».
A iniciativa «pretende colocar a cidade da Guarda no mapa ferroviário nacional e das cadeias de transportes e logística, posicionando-a junto das entidades responsáveis pelas infraestruturas, agentes económicos que desenvolvem a sua actividade no setor da mobilidade de bens e no setor industrial, como o nó modal mais próximo da fronteira e crucial para a distribuíção de mercadorias destinadas a norte ou a sul do território». A conferência vai decorrer com diversas mesas redondas constituídas por peritos, empresas exportadoras da região, operadores ferroviários e rodoviários, portos nacionais assim como associações comerciais.
O programa inclui a discussão de temas como a «Importância Estratégica da Guarda nas Cadeias de Transporte e Logística»; «Guarda: HUB Ibérico de Distribuição de Mercadorias» e «Oportunidades de Desenvol-vimento Económico no Interior Norte».
A conferência enquadra-se na perspectiva de um forte crescimento do transporte ferroviário. Estima-se que nas próximas duas décadas o crescimento de mercadorias, movimentado pelo sistema portuário nacional, atinja os 200 milhões de toneladas, entre importações e exportações. Uma boa parte deste fluxo terá origem em outros pontos do globo, sobretudo do Oriente, tendo como destino Portugal, Espanha, França e outros países, sendo que outra parte terá origem em Espanha, com destino aos portos nacionais de onde seguirão para mercados fora da Europa. Face a esta dimensão o transporte ferroviário irá neces-sariamente crescer, assumindo-se como modo prioritário para os fluxos de grandes dimensões, de grandes distâncias e de grande regularidade. «Estando politi-camente definido que o sistema ferroviário nacional terá de adaptar-se a esta procura, através de requalificações de infraestruturas já existentes ou construção de novas linhas ferroviárias (alta prestação), deve ser equacionado o reposicionamento estratégico dos territórios, cuja situação geográfica os coloca nos nós dentro da rede ferroviária», sustenta a organização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close