Cultura ao ar livre na Bendada

Novo parceiro, artistas de outras locali-dades, outros géneros musicais e uma actividade associada são as novidades da segunda edição do Há Música na Serra. A iniciativa é promovida pela Sociedade Filarmónica Bendadense, Escola de Música e da Casa da Música, com o apoio da Junta de Freguesia, e irá acontecer este Sábado na Bendada, aldeia do concelho do Sabugal.
O evento começou no ano passado «exclusivamente com pessoas da terra e este ano pensámos em alargar o leque a artistas de outras localidades bem como a outros géneros musicais, passando pelo folclore, pela música tradicional com gaitas de foles, para não ser só banda filarmónica e música clássica, e vai haver também recitação de poesia», adianta Filipe Fernandes, presidente da Sociedade Filarmónica Bendadense.
O Há Música na Serra, explica, «consiste num concerto de Primavera aliado à paisagem da serra da Senhora do Castelo, e nesta segunda edição vamos ter grupos também de outras localidades, é o caso da orquestra de metais da Escola Profissional de Artes da Beira Interior, o Rancho Folclórico de Sortelha e um grupo de gaitas de foles de Miranda do Douro».
São no entanto os artistas locais, ou naturais da Bendada, que vão musicar a serra que envolve a aldeia, com uma «vista magnífica», tal como aconteceu o ano passado.
«Vamos ter a Banda Filarmónica da Bendada, que é quem suporta e organiza o evento, e vamos ter alguns artistas também que apesar de terem começado na Banda Filarmónica estão a ter os seus percursos musicais noutros locais. É o caso de um grupo de Jazz onde toca um grande amigo nosso, natural da terra, que passou pela banda, o Gilberto Costa, e um grupo de uma violoncelista e de uma cantora que começaram também na Banda Filarmónica, que são artistas mas que entretanto seguiram carreiras musicais noutros pontos do país», concretiza o dirigente.
Ao todo, vão estar envolvidos «entre 75 e 80 artistas», sensivelmente o mesmo número da anterior edição.
Outra das novidade é o apoio da Junta de Freguesia, que para além da ajuda monetária permite a realização de uma outra actividade, o Mercadinho da Aldeia, «com venda de produtos regionais e locais», a ter lugar no Largo do Coreto a partir das 13h00. O Há Música na Serra tem o início previsto para as 15h00, no mesmo local, de onde parte a caminhada rumo à serra da Senhora do Castelo.
Os caminhantes terão várias propostas musicais ao longo do caminho, serra acima, até atingir os «aproximadamente 600 metros de altitude», «o ponto mais alto».
«O ano passado tivemos 300 pessoas, este ano estamos à espera de mais de 300. Vamos ver como é que corre», diz Filipe Fernandes a propósito.
Os novos moldes desta edição significam mais custos. «Entre cachets de grupos, transporte e alimentação para os grupos todos estamos a falar de cerca de 2500 euros», revela o presidente, destacando que «nesse campo temos o suporte da Junta de Freguesia, uma vez que também está a organizar o evento, que terá o apoio da Câmara Municipal do Sabugal, que nestas coisas também apoia».
De futuro, a organização pretende «alargar também a outro tipo de grupos, grupos até mais conhecidos e de outro âmbito regional». «Queremos fazer do evento Há Música na Serra um marco importante na Bendada», conclui Filipe Fernandes.
GM

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close