Da Escola Básica de Santa Clara para o palco do TMG

Duas professoras de inglês da Escola Básica de Santa Clara, da Guarda, “deitaram mãos à obra” e na próxima semana vão fazer subir ao palco do pequeno auditório do Teatro Municipal da Guarda (TMG) um grupo de actores e diabretes para representar “A Lenda e Outras Histórias que Tais”. A peça é baseada «na Lenda da Guarda e seus símbolos, que a definem como cidade e a tornam única». «Era uma vez o rei, era uma vez uma guerreira, era uma vez um trovador que dedica uma cantiga à cidade. Era uma vez uma história que e compõe em palco como tributo às terras e gentes da Guarda», lê-se no texto de apresentação da peça, que não desvenda outros segredos a que vai fazer referência o espectáculo.
A peça é o resultado de «muita carolice» de Lucília Rafael e Paula Pinto, as duas professoras dinamizadoras do Clube de Teatro da Escola de Santa Clara. Foi por sua iniciativa que foi criado o Clube de Teatro, dando continuidade a outros projectos anteriores, que foi concebido o espectáculo e a sua apresentação no TMG. A escola não dispõe de condições para a apresentação de um espectáculo deste género e por isso a ida ao TMG sempre foi um «objectivo» e ao mesmo tempo a melhor forma de valorizar o trabalho do Clube. Paula Pinto adaptou o texto e Lucilia Rafael tratou do guarda-roupa. Costurou alguns dos fatos e pôs alguns familiares a trabalhar na mesma tarefa. Foi também uma forma de ultrapassar a falta de verbas disponíveis para o projecto.
A peça reflecte o trabalho desenvolvido durante o ano lectivo por aquele grupo de alunos que manifestaram interesse e tinham disponibilidade de horário para integrar o clube. Actualmente é composto por 14 alunos dos 5º e 6º anos. Alguns foram desistindo por incompatibilidade de horários. O Clube de Teatro, como outros que existem na Escola de Santa Clara, funcionam nos horários disponíveis dos docentes. Paula Pinto e Lucilia Rafael têm 90 minutos por semana, repartidos em dois tempos, para se dedicar ao projecto, o que no seu entender é manifestamente pouco. As professoras gostaríam também de contar no futuro com o envolvimento de outros colegas nomeadamente das áreas de expressão.
As dinamizadoras do Clube de Teatro realçam a evolução dos alunos ao longo dos meses de trabalho. Perderam a timidez, aprenderam a encarar o público e estão mais descontraídos. Paula Pinto e Lucília Rafael sustentam que «houve descobertas», assinalando que há talento entre os jovens actores que na próxima Quarta-feira à tarde vão subir ao palco do TMG. O espectáculo vai contar com o apoio do Clube de Guitarra e do Clube de Fotografia.
A escola está a organizar-se para permitir que os alunos possam ir a assistir ao espectáculo. Caso os encarregados de educação não tenham possibilidade de levar os miúdos, a escola deverá disponibilizar funcionários para os acompanhar ao TMG. O espectáculo está marcado para as 15 horas. Era a única data disponível no TMG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close