Deputados municipais do PSD na Meda pedem explicações depois de dezenas de pessoas terem estado à chuva numa fila para poderem receber a vacina da gripe

Os deputados municipais do PSD na Meda pediram explicações ao delegado de saúde sobre a forma como decorreu a vacinação da gripe comunitária naquela cidade. Em causa está o facto de, esta quarta-feira, dezenas de pessoas terem estado numa fila à porta da Junta de Freguesia da Meda, «à chuva e amontoadas enquanto esperavam pela sua vez para serem vacinadas». A situação foi denunciada através de fotografias na rede social facebook e causou «grande indignação em boa parte da população», apontam os deputados Fernando Pinto Lopes, Paulo Amaral e António Almeida.

Os autarcas enviaram um pedido de explicações ao representante máximo da saúde no concelho da Meda sobre o episódio «insólito» tendo em conta que existe uma Unidade de Saúde Familiar no concelho e «muitos outros equipamentos municipais com capacidade para acolherem esta campanha de vacinação dos meus concidadãos» e também face ao aumento de casos de infecção covid-19 no concelho, que exige o cumprimento das regras de distanciamento e de ajuntamento de pessoas.

No email enviado ao delegado de saúde, os deputados questionam aquele responsável se tinha conhecimento de que esta campanha de vacinação ia decorrer naquelas condições e se sim, se foi articulada com o presidente da Câmara Municipal de Mêda e autorizada. E ainda porque razão a campanha de vacinação não está a decorrer na Unidade de Saúde Familiar da cidade, a USF Mimar Mêda. Os deputados sugerem que «será mais prudente e preventivo» fazer a campanha de vacinação da gripe «por marcação prévia para evitar grandes aglomerados de pessoas».

Os social democratas aproveitam ainda para perguntar porque motivo não são passados os atestados de isolamento profilático com a maior celeridade e porque motivo não é testada a população quando é do conhecimento da saúde pública que esteve com um contacto de alto risco. O TB tentou obter um comentário por parte do delegado de saúde, mas ainda não foi possível.

Conforme se pode confirmar na página do facebook da USF Mimar a Mêda, a campanha de vacinação é organizada por aquela unidade de saúde. O aviso publicado refere que a vacinação decorre nos dias 25 e 27 de Novembro na Junta de Freguesia não sendo necessária prévia marcação. O TB contactou a coordenadora da USF Mimar a Meda, mas a médica Teresa Marques mandou informar que não irá prestar declarações à comunicação social.

A Câmara Municipal da Meda já emitiu um comunicado justificando que «a escolha do local para a realização das acções de vacinação em todo o concelho é da exclusiva responsabilidade da USF Mimar a Meda». No texto assinado pelo presidente da Câmara Municipal, Anselmo Sousa, o município acrescenta que «sempre se mostou disponível para ceder equipamentos com maior capacidade, de forma a acolher todos os interessados em obter a vacina cumprindo com as respectivas normas de segurança». E acrescenta que «mesmo durante a realização da acção de vacinação de ontem, a Protecção Civil Municipal aconselhou a mudança para instalações do município atendendo às condições meteorológicas que se faziam a sentir».

Foto: DR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *