Descontos nas portagens das ex-Scuts com poupança de 44 ME até Junho

Os descontos aplicados nas portagens das auto-estradas ex-Scuts geraram uma poupança de 44,4 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, anunciou Terça-feira o Ministério das Infraestruturas.

«Os descontos de 50% que estão a ser aplicados na taxa de portagens das auto-estradas ex-Scut já permitiram aos condutores uma poupança de 44,4 milhões de euros, relativos ao primeiro semestre de 2022», indicou, em comunicado, o executivo.

Segundo a mesma nota, que cita dados da Infraestruturas de Portugal (IP), os descontos poderão ultrapassar os 80 milhões de euros, no final de 2022, para os utilizadores das auto-estradas abrangidas.

Em causa estão a A22- Algarve, A23-IP, A23-Beira Interior, A24-Interior Norte, A25- Beiras Litoral e Alta, A28 – Norte Litoral, A41 – Concessões do Grande Porto e A42 – Costa da Prata, A13 Subconcessão do Pinhal Interior e a A4 – Subconcessão Auto-estrada Transmontana e Túnel do Marão.

O relatório que acompanha a proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) já apontava que o novo modelo de descontos nas portagens das autoestradas ex-Scut deveria ter um impacto entre 80 e 90 milhões de euros no erário público.

A proposta de descontos de 50% na taxa de portagem para todos os veículos e de 75% para eléctricos e não poluentes foi apresentada pelo PSD e aprovada pelo parlamento no âmbito da Lei do OE2021. A aprovação da medida causou alguma polémica, com o Governo a apontar a sua eventual inconstitucionalidade, o que foi descartado.

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close