DGS vai publicar hoje manual com regras sobre saúde e actividades diárias

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) vai publicar hoje um manual sobre saúde e actividades diárias, no âmbito das medidas de prevenção e controlo da Covid-19, contendo instruções para a população e para os espaços comerciais. A informação foi prestada pela directora-geral da Saúde, Graça Freitas, na conferência de imprensa diária sobre a pandemia de Covid-19 em Portugal.
Este manual, disse, contém regras básicas e instruções para os clientes dos espaços comerciais, que começaram na Segunda-feira a reabrir, e para os responsáveis por esses espaços e que devem ser observadas.
Entre as regras básicas está a ventilação dos espaços, nomeadamente a utilização dos sistemas de ventilação ou ar condicionado, agora ou no Verão quando o tempo ficar mais quente, disse Graça Freitas sem adiantar o que está previsto. Sobre algumas situações específicas, Graça Freitas disse que posteriormente vão sair outras “orientações mais concretas”.
Questionada sobre a futura abertura das creches e o recurso aos avós para irem levar ou buscar os netos, a diretora-geral de Saúde disse que isso está dependente da idade e situação de saúde dos avós. “Há avós que são jovens, sem factores de risco associados e aí não envolve nenhum risco acrescido. Se tiverem uma idade avançada, nomeadamente 65, 70 ou mais anos e tiverem patologias associadas têm de ser observadas precauções e essas vão sempre no sentido de proteger os mais vulneráveis”, afirmou.
Sobre a retoma das visitas de familiares aos mais idosos que estão em lares, Graça Freitas disse que a DGS e os ministérios da Saúde e da solidariedade social estão “a terminar indicações para os próximos tempos com a preocupação de estudar formas de retomar as visitas seguras”, incluindo aqui a reabertura dos centros de dia. “O faseamento é muito importante. Estamos a desconfinar de forma segura, controlada e faseada, criando regras para cada um dos sectores para percebemos muito bem como é que a abertura de um sector tem um impacto ou não na epidemiologia da doença”, referiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close