Dia Internacional dos Direitos Humanos celebra-se hoje na Sé Catedral da Guarda

A Sé da Guarda foi o local escolhido pelo Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH), com sede mundial em Portugal, para assinalar hoje o Dia Internacional dos Direitos Humanos, celebrado anualmente a 10 de Dezembro. A cerimónia, agendada para o final da tarde desta Terça-feira fica marcada pela atribuição do Título Honorífico “Lugar de Paz, Fé e Cultura” àquele monumento emblemático da cidade, à semelhança do Convento de São Salvador (“Lugar de Paz e Bem”), localizado na cidade de Jerusalém, classificada como “Cidade da Paz”, «no âmbito de um cordão de solidariedade humana que está a decorrer à escala planetária em que são reconhecidos espaços públicos e individualidades no âmbito da paz».
De acordo com o programa, a celebração começa às 18 horas com cânticos tradicionais africanos pela Associação dos Estudantes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa da Guarda (AEPALOP). Seguir-se-ão intervenções de Khalid Jamal (Observatório do Mundo Islâmico) sobre “O Islão dos Direitos Humanos”; de José Levy Domingos (Comunidade Judaica de Belmonte) sobre “Raízes Judaicas da Declaração Universal dos Direitos Humanos”, do cónego Manuel Pereira de Matos (Diocese da Guarda) sobre “Raízes Cristãs da Declaração Universal dos Direitos Humanos”, de Catarina Martins (Fundação AIS) sobre “Apresentação de relatório sobre a situação do Direito à Liberdade Religiosa no Mundo relativo a 2018”, e ainda de Luís Andrade (presidente do Observatório Internacional de Direitos Humanos). Haverá depois a entrega de Título Honorífico “Lugar de Paz, Fé e Cultura” à Sé Catedral da Guarda. Pelas 19 horas começará o concerto com o Grupo Coral Polifónico Pedras Vivas, sob a direcção do Maestro Vítor Casanova.
A data de comemoração do Dia Internacional dos Direitos Humanos foi escolhida para honrar o dia em que a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou, a 10 de Dezembro de 1948, em Paris, a Declaração Universal dos Direitos do Homem. A Declaração foi assinada por 58 estados e teve por objectivo promover a paz e a preservação da humanidade após os conflitos da 2ª Guerra Mundial que vitimaram milhões de pessoas.
A data visa também homenagear o empenho e dedicação de todos os cidadãos defensores dos direitos humanos e colocar um ponto final a todos os tipos de discriminação, promovendo a igualdade entre todos os cidadãos.
O dia 10 de Dezembro é também marcado pela entrega do Prémio Nobel da Paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close