Distrito da Guarda tem quatro localidades entre as finalistas a Aldeias Maravilhas de Portugal

Das cerca de 40 aldeias do distrito da Guarda que se candidataram a Maravilhas de Portugal apenas 4 passaram à fase da votação do público. O júri escolheu Almeida e Sortelha na categoria de aldeias monumento e Castelo Rodrigo e Fontão de Loriga na categoria de aldeias autênticas. Almeida e Sortelha, que já ostentam o estatuto de Aldeia Histórica, concorrem com Estoi (Faro), Estremoz (Evoramonte), Monsanto (Idanha a Nova) e Monsaraz (Reguengos de Monsaraz). Nas aldeias autênticas, Castelo Rodrigo (também aldeia histórica) e Fontão de Loriga vão disputar a votação com Aldeia do Xisto de Cerdeira (Lousã), Alte (Loulé), Biscoitos (Açores), Montesinho (Seia) e Podence (Macedo de Cavaleiros). O distrito da Guarda não está representado nas categorias de aldeias em áreas protegigas, aldeias rurais, aldeias ribeirinhas nem aldeia remotas apesar de terem sido apresentadas várias candidaturas nesses items. Têm surgido algumas criticas nas redes sociais pelo facto de Almeida ser candidata por não ser uma aldeia, apesar de estar integrada na rede de Aldeias Históricas de Portugal.
A escolhas das 49 aldeias pré-finalistas foi feita por um painel de especialistas, constituído por um grupo de sete elementos por região. A eleição final das 7 Maravilhas das Aldeias de Portugal será apurada por votação do público, à semelhança de anteriores edições deste prémio. A votação terá início em Julho e até lá vai decorrer a divulgação. A promoção será também feita durante as sete galas a serem emitidas aos domingos pela RTP1. Cada uma das galas será dedicada a uma categoria e no final elegem duas aldeias finalistas para a gala final – marcada para 3 de Setembro -, onde se vão apurar as 7 Maravilhas.
As votações vão ser feitas por telefone e as vencedoras serão apuradas pelo maior número de votos, uma por categoria, não podendo ser eleitas mais do que três aldeias por região, referem os regulamentos.
Da lista de aldeias do distrito da Guarda candidatas faziam parte por exemplo Moreira de Rei, Vilar Maior, Algodres, Sabugueiro, Cabeça, Loriga, Sameiro, Vale de Amoreira, Vide, Valezim, Valhelhas, Videmonte, Fernão Joanes, Alvoco da Serra, Sandomil, Lapa dos Dinheiros, Folgosinho, Melo, Senhora do Desterro e Penhas Douradas. A norte do distrito da Guarda foram também apresentadas candidaturas de Barca D’Alva, Castelo Melhor, Arnozelo, Numão, Vermiosa, Alcarva, Ranhados e Malcata.
O concurso iniciou-se com a candidatura de 332 aldeias das sete regiões do país. Em comunicado, a organização explicou que foram apresentadas 446 candidaturas, mas só 332 foram aceites, sendo a região Centro a que representou maior número (159 aldeias) e a categoria “Aldeias Rurais” a que conta com mais candidatas (99 aldeias). Recorde-se que as candidaturas podiam ser apresentadas pelas autarquias, associações ou entidades privadas e também por particulares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close